Pixel do Facebook: O que é e como funciona?

Receba minhas atualizações em seu email
Li e aceito a Política de Privacidade.
Li e aceito a Política de Privacidade.

Tempo de leitura: 14 minutos

Academia de Marketing Digital

Se já fez anúncios no Facebook, em algum momento já ouviu falar no pixel do Facebook. Conhecido como Facebook Pixel, Pixel do Facebook ou Pixel de Publicidade, ele é uma das ferramentas mais poderosas do Facebook e também aquela, que regra geral, cria maior confusão em quem precisa de anunciar nas redes sociais.

O pixel do Facebook foi uma das grandes invenções do século no que diz respeito a construção de audiências personalizadas, anúncios de remarketing e demais estratégias de marketing utilizadas para produzir resultados num funil de vendas. A realidade é que o pixel do Facebook funcionou tão bem, tal como as suas audiências personalizadas, que o próprio Google decidiu implementar algumas dessas inovações também na sua plataforma de Google Ads.

Mas então o que é o pixel do Facebook, para que serve, como configurar e como utilizar corretamente para levar os seus esforços de marketing mais à frente, produzindo melhores resultados?

O que é o Pixel do Facebook?

Possivelmente já passou pela situação de visitar um hotel no Booking, não reservar esse hotel e posteriormente andar a ser perseguido pela internet inteira por anúncios desse mesmo hotel, correto? Quando isso acontece, significa que um anunciante está fazendo remarketing, ou seja, ele está fazendo novamente marketing em cima de um produto ou serviço que aquele potencial cliente já visitou, mas não comprou.

O mesmo acontece quando você sente que alguns concorrentes parecem ser mais eficazes nos seus esforços de marketing, gerando uma vantagem competitiva muito grande e fechando mais clientes num curto espaço de tempo.

Como funciona o pixel do Facebook?

E para ambas as situações a resposta é o pixel do Facebook. Com este recurso, você tem a oportunidade de rastrear todo o tráfego que passa no seu site, blog, loja online ou landing page, e tomar decisões estratégicas de marketing digital com base no comportamento dessas pessoas. O pixel do Facebook é uma ferramenta que permite analisar o comportamento das pessoas no seu site e criar anúncios muito mais eficazes, com base nessa inteligência que ele vai ganhando.

O pixel do Facebook tem inúmeras outras funcionalidades que podem ajudá-lo a rastrear o seu sucesso a partir de anúncios. Eis algumas das coisas que você pode fazer utilizando o pixel do Facebook corretamente:

  • Atingir o público-alvo certo: Com o pixel do Facebook você pode atingir o seu público-alvo mais facilmente e ajudar o próprio Facebook a entregar melhor as suas campanhas para pessoas que demonstram interesse nos produtos que você está vendendo, para que possa obter a ação desejada em seu site, como uma venda, por exemplo.
  • Aumentar as conversões: O pixel do Facebook está recolhendo dados sobre os utilizadores que visitam o seu site o tempo todo. Com esses dados, ele consegue melhorar a entrega das suas campanhas, gerando mais conversões e consequentemente mais vendas. Não utilizar o pixel do Facebook seria o mesmo que você tentar encontrar um cliente num armazém sem luz e totalmente escuro.
  • Criação de anúncios de remarketing: Para fazer anúncios de remarketing, você precisa saber que a pessoa esteve no seu site e visitou determinada página de produto. Além disso, no caso de uma loja online, você precisa saber se essa pessoa adicionou o produto ao carrinho de compras e se ela decidiu abandonar o carrinho ou finalizar essa compra. Isso só é possível saber se você utilizar o pixel do Facebook.
  • Anunciar para públicos segmentados: Gostava de anunciar só para as pessoas que visitaram o seu site? Ou criar anúncios para clientes que abandonaram os seus produtos no carrinho de compras da sua loja online? Isso só é possível fazer se você utilizar o pixel do Facebook. Sem ele, você perde literalmente o rasto dessas pessoas e não consegue anunciar especificamente só para elas.

Além de todas essas funcionalidades, o pixel do Facebook serve também como uma ferramenta de análise de dados e comportamento, permitindo-lhe entender melhor quem visita o seu site. Um género de Google Analytics, mas com uma função clara de ajudar você a criar melhores anúncios no Facebook e Instagram. Se você não sabe nada sobre anúncios, recomendo realizar o meu curso de anúncios no Facebook e Instagram.

Quem deve utilizar o pixel do Facebook?

Qualquer pessoa que tenha uma conta de anúncios no Facebook, poderá criar um pixel ou vários, consoante as suas necessidades. No entanto, o pixel do Facebook tem uma função muito clara, como falei anteriormente e que é ajudar você a criar melhores anúncios. Logo, o pixel do Facebook só faz sentido ser utilizado por pessoas que tenham um site, um blog, uma loja online ou uma landing page.

Caso não tenha nenhum destes ativos próprios, o pixel do Facebook não serve para si, uma vez que ele é totalmente inútil em qualquer outra circunstância.

Tendo acesso ao seu site, blog, loja online ou landing page, você precisará apenas colocar o código do pixel do Facebook em seu site, para ele começar a rastrear todo o tráfego que passa por lá, ajudando você posteriormente a tomar melhores decisões com os seus anúncios.

O processo para utilizar o pixel é bastante simples:

  • Colocar o código do pixel no site que deseja monitorar;
  • O pixel começa a recolher as informações dos utilizadores que visitam o seu site;
  • Você consegue criar anúncios que são entregues de forma mais eficaz para as pessoas certas.

Embora possa parecer tão simples, a realidade é que o nível de complexidade do pixel não é de todo tão simples assim. Continue acompanhando o raciocínio para entender o que estou a dizer.

Devo utilizar um pixel ou vários?

A utilização do pixel do Facebook tem de ser feita de uma forma lógica. Na realidade, o pixel do Facebook tem uma função: ajudar você a criar anúncios que são entregues de forma mais eficaz para as pessoas certas. E quem são essas pessoas? São o público-alvo que você definiu como potencial cliente do seu produto ou serviço. Aquilo que em marketing chamamos de Persona.

Então imagine o seguinte cenário:

Você tem uma agência de marketing digital e o site da empresa tem o pixel do Facebook rastreando todo o tráfego do site. Você decide criar anúncios no Facebook para captar mais potenciais clientes para o seu negócio e como o pixel do Facebook já tem imensa informação sobre quem visita o seu site, ele sabe quais são as características base dessas pessoas, ou seja, ele consegue encontrar pessoas semelhantes com maior facilidade.

Então, basicamente, o pixel do Facebook está amealhando informações sobre a sua Persona para ajudar você a encontrar pessoas semelhantes a essas quando faz um anúncio. Ao clicar publicar anúncio, o Facebook já sabe quais pessoas têm maior probabilidade de visitar o site da sua agência e fazer um pedido de orçamento. E acontece, porque ele está recolhendo esses dados o tempo todo no seu site. Entendeu?

Agora imagine este outro cenário:

Você tem uma Academia de Marketing Digital e faz aulas online ao vivo todas as semanas. O seu público são proprietários de pequenas e médias empresas que desejam aprender a utilizar as redes sociais, o marketing digital e a tecnologia, para atraírem mais clientes para os seus negócios. Eles são o mesmo público-alvo da agência, ou seja, donos de negócios que precisam atrair mais clientes para os seus negócios.

Numa situação destas e tendo em consideração que a audiência é a mesma em ambos os produtos, você pode utilizar o mesmo pixel do Facebook nos dois sites, uma vez que ele estará recolhendo dados sobre pessoas semelhantes e que têm a mesma finalidade: atrair mais clientes para os seus negócios.

Agora imagine um cenário totalmente diferente:

Você tem um site de apostas esportivas online, onde você recomenda casas de apostas online e cria também prognósticos de futebol com dicas para apostadores que desejam ganhar dinheiro na internet assistindo futebol e fazendo apostas. Esse público-alvo é totalmente diferente do público da sua agência de marketing digital e da sua Academia de Marketing Digital, uma vez que ele não tem como objetivo atrair mais clientes, mas sim, acertar mais apostas em jogos de futebol.

Como são dois públicos-alvo tão diferentes e com objetivos e necessidades diferentes, você não pode usar o mesmo pixel do Facebook nesse site. Você precisa criar um segundo pixel do Facebook para o seu site de apostas.

Audiência iguais = pixel igual.

Audiências diferentes = pixel diferente.

Eventos padrão do pixel do Facebook

O pixel do Facebook permite-lhe rastrear não só o tráfego de pessoas que passa no seu site, como também mapear diferentes ações que essas pessoas vão realizando no seu site, tais como adicionar produtos ao carrinho, subscrever uma newsletter, visualizar uma página ou produto, etc. O pixel do Facebook tem vários eventos padronizados que você pode utilizar no seu site facilmente, para mapear essa jornada do consumidor.

Tenha em consideração que não bastará colocar o pixel do Facebook no seu site. Será necessário configurar os eventos para que o próprio pixel vá mapeando cada um desses eventos individualmente, ajudando você a entender com maior clareza o comportamento dessas pessoas no seu site.

Os eventos padrão do pixel do Facebook são os seguintes:

Ações no site Descrição Código de evento padrão
Adição de informações de pagamento Este evento é especialmente interessante para quando o utilizador está adicionando as informações de pagamento no seu site, antes de finalizar uma compra. fbq(‘track’, ‘AddPaymentInfo’);
Adição ao carrinho Este evento deve ser utilizado quando um utilizador adiciona produtos ao carrinho de compras na sua loja online. fbq(‘track’, ‘AddToCart’);
Adição à lista de desejos Este evento deve ser utilizando quando um utilizador adiciona um ou vários produtos à sua lista de desejos (wishlist) no seu site. fbq(‘track’, ‘AddToWishlist’);
Conclusão de um registo Quando um utilizador completa o registro no seu site ou na sua loja online. fbq(‘track’, ‘CompleteRegistration’);
Contactar Este evento pode ser utilizando quando um utilizador efetua um contato com o seu negócio, quer seja por e-mail, formulário de contato, chat, ou outro qualquer. fbq(‘track’, ‘Contact’);
Personalizar o produto Caso a sua loja online ofereça um configurador de produto, você poderá utilizar este evento quando o utilizador efetuar uma personalização do produto a seu gosto. fbq(‘track’, ‘CustomizeProduct’);
Doar Evento para utilizar em ONGs ou associações quando um utilizador efetuar um donativo a partir do seu site. fbq(‘track’, ‘Donate’);
Encontrar localização Quando uma pessoa encontra uma das tuas localizações através da web com a intenção de visitar. Por exemplo, quando procura um produto e encontra-o numa das tuas lojas locais. fbq(‘track’, ‘FindLocation’);
Início de pagamento Quando o utilizador inicia o pagamento no seu site, ou seja, ele começa o checkout e não necessariamente o conclui. A ideia é apenas mapear que o utilizador chegou até ao checkout. fbq(‘track’, ‘InitiateCheckout’);
Lead Quando um utilizador envia as suas informações pessoais a partir de um formulário de captação de dados. A chamada geração de leads. fbq(‘track’, ‘Lead’);
Compra Quando um utilizador efetua uma compra no seu site ou loja online e chega numa página de agradecimento final após a conclusão do processo de compra. fbq(‘track’, ‘Purchase’, {value: 0.00, currency: ‘USD’});
Agendar Quando um utilizador efetua um agendamento a partir do seu site. fbq(‘track’, ‘Schedule’);
Pesquisa Quando um utilizador efetua uma pesquisa a partir do seu site. fbq(‘track’, ‘Search’);
Iniciar o período de teste Quando um utilizador inicia o período de teste (trial) no seu site ou ferramenta. É um evento muito utilizado em serviços de assinatura que oferecem um período de testes. fbq(‘track’, ‘StartTrial’, {value: ‘0.00’, currency: ‘USD’, predicted_ltv: ‘0.00’});
Enviar candidatura Quando um utilizador preenche um formulário de candidatura no seu site. fbq(‘track’, ‘SubmitApplication’);
Subscrever Quando um utilizador inicia uma subscrição paga no seu site ou ferramenta. É um evento muito utilizado em serviços de assinatura, após o oferecimento de um período experimental. fbq(‘track’, ‘Subscribe’, {value: ‘0.00’, currency: ‘USD’, predicted_ltv: ‘0.00’});
Ver conteúdos É o evento padrão de visualização de produto ou serviço. Quando um utilizador visita uma página específica de um produto específico. fbq(‘track’, ‘ViewContent’);

 

Com essas informações, você terá a oportunidade de mapear toda a jornada do seu cliente no seu site ou loja online, sabendo exatamente o que ele está fazendo por lá concretamente. Isso ajuda muito a entender comportamento e principalmente a preparar ações de marketing poderosas para recuperar vendas perdidas, realizar vendas cruzadas, etc.

É também com base nessas informações do pixel do Facebook que você conseguirá efetuar anúncios de remarketing, mostrando aos seus potenciais clientes os produtos ou serviços que eles já visualizaram, mas decidiram não comprar ainda. O remarketing é extremamente poderoso, permitindo você recuperar uma enorma fatia dessas vendidas aparentemente perdidas.

Como criar um pixel do Facebook?

Para você criar um pixel do Facebook, você precisa primeiro ter uma conta de anúncios ativa e funcionando. Recomendo você ler o meu guia sobre o Facebook Business Manager para entender como isso tudo funciona e o que você pode ou não fazer por lá. Através de um gerenciador de negócios, você consegue criar múltiplas contas de anúncios no Facebook, o que certamente o poderá ajudar a separar corretamente os seus negócios e audiências.

Caso tenha mais do que um negócio com públicos-alvo diferentes, é recomendável que você tenha pelo menos duas contas de anúncios diferentes, cada uma delas com o seu próprio pixel do Facebook.

O pixel do Facebook fica atrelado a uma conta de anúncios, ou seja, caso a sua conta de anúncios seja desativada por alguma razão, o seu pixel do Facebook ficará inoperacional e você precisará criar uma nova conta de anúncios e consequentemente um novo pixel do Facebook.

Primeiro Passo: Abra o gerenciador de anúncios

O primeiro passo é você abrir o seu gerenciador de anúncios do Facebook. A partir de lá você terá a oportunidade de gerir as suas fontes de dados, ou seja, os locais a partir dos quais o Facebook terá acesso às informações sobre o seu público. O que é o mesmo que dizer o pixel do Facebook.

Gestor de eventos: pixel do Facebook

Ao entrar no seu gerenciador de anúncios do Facebook, clique no ícone do menu logo abaixo da home e escolha a opção “Gestor de Eventos”. O Event Manager ou Gestor de Eventos é o local onde irá encontrar o seu pixel do Facebook.

Segundo Passo: Associar uma fonte de dados

Associar fonte de dados

Caso nunca tenha criado um pixel do Facebook nessa conta de anúncios, o próprio Facebook irá sugerir-lhe criar um, clicando no botão azul “Associar uma fonte de dados”, sendo que fonte de dados pode ser o pixel do Facebook, mas não só.

Fontes de dados do pixel do Facebook

O pixel do Facebook pode na realidade ser utilizado tanto para enviar informações para o Facebook a respeito do seu site, como também do seu aplicativo móvel ou mesmo o seu negócio offline. No caso, o mais comum é a utilização do pixel do Facebook na sua versão web, ou seja, para interligar com o seu site, blog, loja online ou Landing Page.

Terceiro Passo: Configurar eventos web

Fonte de dados: método de associação

De seguida, o Facebook irá questioná-lo de que forma pretende configurar eventos web, se através da API de conversões para desenvolvedores, se através do pixel do Facebook. A segunda opção é a que faz mais sentido para 99% dos casos, portanto, seleccione pixel do Facebook.

Quarto Passo: Instalar o código do pixel

Instalar código do pixel do Facebook

Agora será necessário instalar o código do pixel do Facebook no seu site. Caso entenda de código de HTML e saiba como editar o código do seu site, poderá escolher a opção “Instalar código manualmente”. O Facebook irá fornecer-lhe o código JavaScript que deverá ser colocado no cabeçalho do site entre as tags de cabeçalho <head></head>.

Caso o seu site, loja online, blog, etc., tenha sido criado utilizando um software popular do mercado, existe forte probabilidade de você ter disponível uma integração de parceiro, ou seja, um plugin ou extensão do próprio Facebook para você instalar o pixel do Facebook e o ativar rapidamente. Estes são alguns dos mais populares softwares habilitados para integração via parceiro (estão outros disponíveis também):

  • 3dcart
  • BigCommerce
  • Drupal
  • Eventbrite
  • Google Tag Manager
  • HubSpot
  • Joomla
  • Magento
  • OpenCart
  • PrestaShop
  • Shopify
  • Squarespace
  • Webflow
  • Wix
  • WooCommerce
  • WordPress

No caso de utilizar um software popular como estes, deverá apenas seleccionar o software desejado e seguir o passo a passo fornecido pelo próprio Facebook para fazer a instalação do pixel do Facebook no seu site, blog ou loja online.

Pixel do Facebook para WordPress

Não tem muito que saber, é só ler as instruções e seguir passo a passo. Neste exemplo de integração com o WordPress, terá de efetuar o download do plugin do pixel do Facebook para WordPress, entrar no painel administrativo do seu WordPress, instalar e ativar o plugin. É um procedimento simples, rápido e bastante eficaz.

É recomendável também que edite o nome do pixel do Facebook e atribua um nome relacionado ao seu site ou negócio. No meu caso, o meu pixel do Facebook chama-se “Pixel Paulo Faustino”, uma vez que é o pixel que utilizo aqui no meu site e assim fica mais fácil de reconhecer na hora de fazer anúncios.

Quinto Passo: verificar se o pixel funciona

Um dos aspetos mais importantes é verificar se o pixel do Facebook está ativo e funcionando em todas as páginas do seu site. Isso é fundamental para garantir que todo o tráfego está sendo rastreando e que o pixel cobre todas as páginas do seu site ou loja online. Ele é instalado no cabeçalho porque o cabeçalho por norma, repete-se em todas as páginas do mesmo site.

No entanto, caso isso não aconteça, o pixel precisa ser instalado individualmente em todas as páginas extra que tenha, caso contrário, se um utilizador navegar até uma dessas páginas, você acabará perdendo o seu rasto.

O Facebook tem uma extensão para Google Chrome chamada Facebook Pixel Helper, que serve exatamente para verificar se o seu pixel está ativo e funcionando em todas as páginas do seu site.

Facebook pixel helper

Ao abrir o seu site, clique no ícone da extensão do Facebook Pixel Helper e ele mostrará se esse site tem um pixel ativo. O evento padrão do pixel para todas as páginas é “PageView”, que representa a visualização de uma página,. Todos os eventos deverão aparecer a verde. Isso significa que o evento está sendo corretamente rastreado nesse site.

Quando um evento aparece a laranja, significa que ele está com um erro e quando aparece a vermelho, significa que ele está mal configurado e não está funcionando de todo.

Mapeando eventos no pixel do Facebook

Mapear eventos utilizando o pixel do Facebook é importante, uma vez que a ideia passa por entender toda a jornada do consumidor no seu site e aquilo que ele vai fazendo por lá. De pouco adianta ter o pixel do Facebook rastreando todo o tráfego do site, se você não sabe o que essas pessoas estão fazendo por lá.

Como falei anteriormente, o Facebook tem inúmeros eventos padrão que você poderá querer utilizar e configurar. Dado que essa componente é bastante mais técnica e complexa, recomendo você conversar com um programador e explicar para ele onde você deseja que cada um desses eventos aconteça.

Evento iniciar checkout

Com a extensão do Facebook Pixel Helper, poderá acompanhar todos esses eventos padrão acontecendo no seu site, configurar tudo direitinho e garantir que esses eventos estão sendo disparados no seu pixel corretamente. Isso ajudará muito na hora de utilizar essas informações a favor do seu negócio.

Neste imagem temos um exemplo do evento “InitiateCheckout” ou seja, iniciar o checkout, sendo disparo na página de um produto meu. Desta forma, eu consigo saber todas as pessoas que iniciaram o checkout daquele produto especificamente.

Evento de compra

Se alguma dessas pessoas comprar de fato o produto, o pixel do Facebook dispara o evento “Purchase” que significa compra. Além disso, ele passa também os parâmetros dessa mesma compra, tais como o valor e a moeda em que foi comprado. Neste exemplo, o produto tinha um valor de 15 EUR. Isso me permite alimentar o pixel com informação, mas também com o valor das compras que essas pessoas vão fazendo.

Quanto mais informação o pixel tem, mais ele me ajuda a encontra futuros compradores para o meu negócio, que invistam tanto ou mais do que esses que já compraram e foram rastreados anteriormente. Essa inteligência do pixel do Facebook é o verdadeiro tesouro.

Você poderá ainda mensurar as conversões no seu site ou loja, através da criação de conversões personalizadas, que geralmente são feitas de forma manual para contabilizar conversões feitas em produtos simples.

Mapa de atividade do pixel do Facebook

Ao longo do tempo, o seu pixel do Facebook vai coletando informação sobre os seus visitantes. Quanto mais tráfego o seu site, blog ou loja online recebem, mais informação você tem disponível no pixel e melhores decisões você consegue tomar com base nisso. Veja este exemplo:

Atividade do pixel do Facebook

Este é um exemplo do pixel do Facebook que está aqui no meu site e em outros sites de produtos e serviços que tenho. Ele está registrando toda a atividade nesses sites e blogs (todos eles têm a mesma Persona) e rastreando igualmente todos os eventos que me interessam, nomeadamente a visualização de páginas, pagamentos iniciados, compras e registros concluídos.

Isso me permite entender melhor o comportamento, mas também realizar ações de marketing mais eficazes com esses públicos. Eu posso facilmente criar um anúncio de remarketing para todas as pessoas que iniciaram um pagamento e não concluíram uma compra.

Quanto mais você explora as potencialidades do pixel do Facebook, mais você entende que ele existe para facilitar a sua vida e te ajudar na otimização e entrega dos seus anúncios. E isso é muito poderoso.

Conclusão

O pixel do Facebook é uma ferramenta extraordinária que lhe permite ter acesso a muita informação que você desconhecia por completo até então. Ter acesso à jornada dos seus consumidores, entender o seu comportamento, afinar a entrega das suas campanhas ou melhorar as suas ações de marketing, são apenas uma parte daquilo que você consegue fazer com o pixel do Facebook.

Se você ainda não está usando esse recurso, recomendo vivamente que o comece a fazer. O seu negócio muda drasticamente a partir do momento que você tem acesso a tanta e tão importante informação sobre o que está acontecendo nos seus sites.

Agora é com você!

Um Abraço
Paulo Faustino


Academia de Marketing Digital




Academia de Marketing Digital
Marketing Digital & Vendas
por apenas 15€ / R$79 por mês.
Leia também esse artigo:

Como criar um site de nicho autoritário e rentável passo a passo

Como criar um site de nicho autoritário e rentável passo a passo