LinkedIn Ads – O guia completo para criar anúncios no LinkedIn

Receba minhas atualizações em seu email




Quando falamos de compra de tráfego ou publicidade na internet, é muito frequente falarmos sobre anunciar no Facebook, no Google AdWords, no Instagram, em plataformas de Native Ads e diferentes outros locais, mas é muito raro alguém sugerir criar anúncios no LinkedIn Ads. Ao longo dos últimos anos, o LinkedIn foi melhorando consideravelmente a sua plataforma de anúncios e hoje ela é bastante robusta, oferecendo um nível de segmentação bem interessante para quem procura criar conteúdos realmente impactantes para um público extremamente específico.

Sabendo de antemão que o LinkedIn é uma rede social profissional, com mais de 500 milhões de usuários no mundo, por que não explorar essa oportunidade para gerar leads qualificadas para o seu negócio ou vender o seu produto diretamente para um público-alvo segmentado? Através da plataforma de anúncios LinkedIn Ads, você tem ao seu dispor uma ferramenta de publicidade incrivelmente poderosa e totalmente self-service. É chegar, usar e começar a gerar resultados!

Só no Brasil, o LinkedIn tem mais de 27 milhões de usuários e 8 milhões de empresas. Estamos falando de uma rede social de nicho, totalmente focada em negócios, emprego e formação, com todos os principais altos cargos presentes entre os demais usuários. Isso é uma oportunidade incrível de você criar um impacto positivo para o seu negócio e para os seus produtos, independentemente do que você esteja vendendo.

Para ajudar você a entender o potencial do LinkedIn, algumas estatísticas de 2017 sobre a plataforma:

  1. +500 milhões – Total de usuários inscritos no LinkedIn.
  2. 106 milhões – Número de usuários ativos mensalmente.
  3. 27 milhões – Total de usuários do LinkedIn no Brasil.
  4. 1.5 milhões – Total de grupos criados no LinkedIn.
  5. O LinkedIn está disponível em 24 idiomas
  6. O LinkedIn tem mais de 10,000 funcionários em full-time com escritórios em 30 cidades diferentes ao redor do mundo.
  7. 40% dos usuários usam o LinkedIn diariamente
  8. 2 usuários – Número de novos inscritos por segundo no LinkedIn
  9. O objetivo do LinkedIn é chegar em 3 bilhões de profissionais.
  10. 200 países e territórios – Alcance geográfico do LinkedIn
  11. 70% – Porcentagem de usuários do LinkedIn fora dos Estados Unidos
  12. Os perfis de LinkedIn com fotografia profissional da pessoa recebem 14 vezes mais visualizações do perfil.
  13. Os perfis de LinkedIn com fotos recebem 36 vezes mais mensagens privadas.
  14. 3 milhões de usuários do LinkedIn partilham conteúdos todas as semanas
  15. 13x mais visualizações do perfil para usuários do LinkedIn que publicam suas habilidades (skills)
  16. Número de recomendações no LinkedIn: 10 bilhões
  17. 79% dos marketers B2B vêem o LinkedIn como uma fonte eficaz de geração de leads
  18. 92% dos marketers B2B usam mais o LinkedIn do que outras plataformas
  19. 80% das leads B2B têm origem no LinkedIn
  20. 94% dos marketers B2B usam o LinkedIn para distribuir conteúdo
  21. 40 milhões de estudantes e recém graduados estão no LinkedIn.
  22. 57% homens e 44% mulheres são as demografias do LinkedIn.
  23. Depois dos Estados Unidos, India, Brasil, Reino Unido e Canadá são os países com mais usuários no LinkedIn.
  24. 13% dos Millennials (15-34 anos de idade) usam o LinkedIn.
  25. 44% dos usuários do LinkedIn ganham mais de $75,000 por ano.
  26. A Microsoft pagou $26.2 bilhões para comprar o LinkedIn.
  27. 41% dos milionários usam o LinkedIn.
  28. O LinkedIn tem atualmente 3 milhões de empregos listados na plataforma.
  29. 1 milhão de usuários já publicaram um post no LinkedIn.
  30. Em média, um usuário gasta 17 minutos mensalmente no LinkedIn.
  31. 53 % dos usuários do LinkedIn gastam entre zero e duas horas por semana no site.
  32. Em média um CEO tem 930 conexões no LinkedIn.
  33. O uso de páginas empresariais no LinkedIn cresce de 24% para 57% ano após ano.
  34. 71% dos profissionais sente que o LinkedIn é uma fonte credível de conteúdo profissional.

Com esses dados que eu roubei daqui, você tem uma noção bastante abrangente do potencial do LinkedIn e principalmente do LinkedIn Ads, que é a plataforma de anúncios do próprio LinkedIn, onde você consegue anunciar precisamente para todo esse público que já usa a plataforma diariamente, através de anúncios hiper-segmentados, como vamos analisar ao longo deste artigo.

Por que anunciar no LinkedIn Ads?

Além de todas as razões indicadas nos dados acima, que fazem do LinkedIn uma rede social fantástica, ela ainda oferece uma plataforma de anúncios, chamada de LinkedIn Ads, onde você pode criar anúncios hiper-segmentados. Isso significa que você tem a possibilidade de anunciar para públicos muito específicos, pessoas com cargos específicos, em localizações específicas ou que trabalham em empresas específicas. A especificidade do LinkedIn Ads é a sua grande arma.

Atualmente, o LinkedIn Ads oferece vários formatos de anúncios diferentes, garantindo que você consiga um nível de exposição muito grande, mas, acima de tudo, segmentado e direcionado ao propósito da sua empresa ou negócio. Não confunda isso com as práticas de anunciar no Facebook. Entender o contexto de cada rede social é fundamental para ter sucesso quando se faz publicidade online. O Facebook, Instagram, Google AdWords, LinkedIn, YouTube, entre outras, oferecem plataformas muito semelhantes, mas audiências com comportamentos bem diferentes. Se você não entender bem o contexto, você estará anunciando o produto certo para a audiência errada.

Artigo Patrocinado no LinkedIn Ads

Conteúdos Patrocinados

Os conteúdos patrocinados são uma das grandes novidades do LinkedIn Ads. Quando surgiu pela primeira vez a plataforma de anúncios do LinkedIn, ela não oferecia este tipo de conteúdo. Os conteúdos patrocinados funcionam do mesmo jeito dos anúncios no Feed do Facebook. Eles quebram a timeline do usuário com o seu conteúdo patrocinado, gerando um impacto visual muito grande.

Estes conteúdos patrocinados no LinkedIn Ads aparecem tanto no feed do desktop, quanto no feed mobile e são uma das principais formas de você destacar seus conteúdos diante de um público hiper-segmentado, fazendo com que o seu conteúdo ou produto sejam de fato visualizados.

Mensagens patrocinadas pelo LinkedIn AdsAnúncios InMail

O que o LinkedIn Ads chama de anúncios InMail são anúncios que são enviados diretamente para a inbox dos usuários. São mensagens personalizadas que aparecem na inbox dos usuários, gerando um impacto extremamente disruptivo e ao mesmo tempo agressivo. Estas mensagens podem ser bastante intrusivas, uma vez que o usuário não está esperando que isso aconteça, por isso convém que a mensagem seja o mais direcionada possível, para evitar constrangimentos junto do seu público-alvo.

Você pode inclusive, realizar testes A/B com diferentes mensagens e analisar o impacto delas junto do seu público-alvo. Este formato de anúncios é uma das novidades mais recentes do LinkedIn Ads e é sem dúvida uma oportunidade de negócio tremenda. Já imaginou ter a possibilidade de falar inbox com os seus clientes?

Anúncios de Texto

Por último, os anúncios de texto. Este é o formato mais antigo e o primeiro a ser lançado pelo LinkedIn quando lançou sua plataforma de anúncios própria. De todos os formatos, é aquele que gera um menor impacto junto do público-alvo, mas que ainda assim permite conseguir bons resultados ao nível de retorno sobre o investimento.

São anúncios bastante mais simples e que acabam funcionando muito bem em alguns nichos de mercado e/ou para determinados produtos e empresas.

Vantagens de anunciar no LinkedIn Ads

Obviamente existem vantagens e desvantagens ao anunciar no LinkedIn Ads. Não irei mencionar as desvantagens porque na realidade só existe uma: o custo por clique dos anúncios é muito caro. Tirando isso, existem muito mais vantagens de anunciar no LinkedIn Ads do que desvantagens. Ainda assim, sempre recomendo testar tudo. Independentemente de funcionar para mim, para o seu vizinho ou para o seu primo, sempre é preciso testar. O que funciona para uns, pode facilmente não funcionar para outros.

1. Hiper-segmentação de público

Uma das grandes vantagens do LinkedIn Ads é a sua hiper-segmentação de público-alvo. Ao longo dos últimos anos, a plataforma evoluiu de tal forma que hoje é possível segmentar tão bem o público-alvo, que isso se torna numa gigante para quem pretende atingir públicos específicos. As segmentações incluem desde a localização, cargo atual ou anterior e critérios específicos como o setor de atividade, nome da empresa, tamanho da empresa, competências do usuário, entre muitas outras. Com essa hiper-segmentação, é possível criar públicos-alvo pequenos e de nicho, apresentando seus anúncios somente para quem realmente interessa.

2. Leads mais qualificados

O público do LinkedIn é constituído essencialmente por profissionais. Isso faz com que a geração de leads seja bastante mais eficaz. É quase como se o seu público-alvo fossem leads pré-qualificados. Isso acontece por conta de vários fatores, mas essencialmente o mindset dos usuários ao usarem a plataforma. Ao contrário do Facebook, onde os usuários se encontram com um mindset totalmente voltado ao entretenimento e não desejam ser interrompidos com propagandas comerciais, no LinkedIn é precisamente o oposto. Todos os usuários usam a plataforma num contexto totalmente profissional e estão mais despertos a serem impactos por um anúncio comercial.

3. Iniciação de conversas inbox

O formato de anúncios InMail é fantástico para quem deseja iniciar uma conversação com o seu público-alvo. Independentemente de o produto ou empresa que esteja promovendo, ter a possibilidade de iniciar uma conversa inbox com o seu potencial cliente é, sem sombra de dúvidas, uma vantagem e tanto. Embora o Facebook já tenha anúncios no Messenger, o impacto dos anúncios inbox do LinkedIn é absolutamente fantástico e uma oportunidade tremenda de geração de novos negócios.

4. Geração de leads

O LinkedIn Ads oferece, à semelhança do que acontece com o Facebook, uma ferramenta de geração de leads própria. Essa ferramenta ajuda você a criar anúncios com o objetivo de captar contatos de potenciais clientes para o seu produto ou negócio. Os formulários de leads funcionam de um jeito bem parecido com o que acontece no Facebook, ou seja, você cria os seus próprios formulários de leads e configura tudo para captar os dados que realmente interessam.

5. Pixel de conversão

Tal como acontece com o Facebook, o LinkedIn também criou o seu próprio Pixel de Conversão. Isso ajuda você a otimizar suas campanhas com base em resultados e não apenas na apresentação da campanha ou nos cliques. Já é possível otimizar campanhas com base nas conversões realizadas no seu site.

Como anunciar no LinkedIn Ads?

Anunciar na plataforma LinkedIn Ads não é nada de complexo. Para quem já trabalha com anúncios no Facebook, anunciar no LinkedIn é coisa de criança. No entanto, existem algumas regras a ter em consideração e todo um planejamento estratégico por detrás da criação de um anúncio. O LinkedIn também exige a utilização de uma página de empresa para conseguir anunciar na plataforma corretamente, portanto, vamos analisar todos os passos para começar a criar anúncios de impacto no LinkedIn.

Criar uma página de empresa

O primeiro passo é criar uma company page, ou seja, uma página de empresa no LinkedIn. Se você não criar uma página de empresa, não poderá anunciar por lá. Essa página de empresa pode ser uma página do seu produto, negócio, empresa ou de você mesmo, caso você trabalhe por conta própria e não tenha uma empresa propriamente dita. Este é um exemplo de uma página de empresa:

Página de empresa no LinkedIn

Para começar a criar a sua página de empresa, você clicar neste link aqui e começar a criar sua página, seguindo o formulário de criação do próprio LinkedIn. O processo é extremamente simples e em poucos minutos você terá a sua página de empresa criada e já poderá sair anunciando no LinkedIn Ads.

Criar página de empresa no LinkedIn

O processo de criação de uma página no LinkedIn é extremamente simples. Tenha a certeza de que pega um endereço URL que faça sentido e seja facilmente memorizado pelos seus usuários, dê um nome para a sua empresa e comece criando a sua página. Para ajudar você, seguem algumas dicas importantes a ter em consideração quando criar sua página empresarial, por forma a conseguir melhores resultados com ela no LinkedIn:

  • Crie um nome memorável e fácil de ser reconhecido;
  • Use um logotipo ou imagem que sejam facilmente reconhecidos quando visualizados na timeline de conteúdos;
  • Crie um conteúdo fantástico na secção “Sobre” da sua empresa;
  • Coloque informações complementares como a sua morada, endereço do seu site, contatos, etc;

Seguindo estes princípios, você criará uma company page que contém toda a informação necessária para se tornar relevante e ao mesmo tempo útil para o seu público-alvo. Publicar conteúdos com regularidade no feed da sua company page também é algo recomendável, caso você pretenda manter a página da sua empresa ou produto devidamente atualizada e relevante.

Criar uma conta de anúncios no LinkedIn Ads

Criar uma conta de anúncios no LinkedIn é bastante simples e obviamente gratuito. Ao contrário do que acontece com o Facebook, no LinkedIn Ads você pode criar múltiplas contas de anúncios, sendo que cada conta de anúncios fica atrelada a uma company page. Isto significa que se você pretende criar várias contas para anunciar no LinkedIn Ads, você precisa criar em simultâneo várias páginas de empresa.

Anunciar no LinkedIn Ads

Para criar a sua conta de anúncios, clique neste link aqui, para acessar a página de soluções de marketing do LinkedIn. Nela você encontra um botão “Criar anúncio”, que dá início ao processo de criação de uma conta de anúncios no LinkedIn Ads, a plataforma de anúncios do LinkedIn. Se você já tem uma conta no LinkedIn, basta fazer login para começar o processo. Caso não tenha, você terá de se cadastrar, criar a sua company page e depois começar o processo.

Criar conta de anúncios no LinkedIn Ads

Ao iniciar o processo de criação de uma conta de anúncios, o LinkedIn vai pedir a você o nome da empresa ou a URL da company page da empresa no LinkedIn. Se você não tem uma página de empresa criada, você precisa criar. Veja o ponto anterior.

Faça uma busca pelo nome da sua empresa, dê um nome para a sua conta de anúncios e escolha uma moeda para a faturação dos seus gastos. A escolha da moeda é importante para você ter uma noção exata dos valores de investimento, custo por clique, budget da campanha, etc.

Criar conta de anúncios no LinkedIn Ads

Depois de você criar sua conta de anúncios, você estará no gerenciador de campanhas do LinkedIn Ads. Cada um dos items que aparecem é uma conta de anúncios. Para iniciarmos a criação de uma campanha de anúncios, precisamos clicar no nome da empresa ou da conta de anúncios para entrar dentro dessa conta e iniciarmos o processo de criação de anúncios no LinkedIn Ads.

Criar uma campanha com conteúdo patrocinado

O primeiro formato de anúncios que vamos testar são os conteúdos patrocinados ou sponsored content como o LinkedIn indica. Este é um formato de publicidade nativa, ou seja, o conteúdo do anúncio é totalmente semelhante ao padrão dos conteúdos do feed do LinkedIn e isso naturalmente gera um impacto muito positivo com esse tipo de campanha.

Criar primeira campanha de LinkedIn Ads

Para criar a sua primeira campanha de anúncios, clique no botão “Criar campanha”, que se encontra no canto superior direito do gerenciador de campanhas.

Criar campanha de conteúdo patrocinado

Na página seguinte, você pode escolher de entre três formatos de anúncios diferentes. Falaremos sobre todos eles. Para começarmos a criar uma campanha de conteúdo patrocinado, você precisa escolher a primeira opção que diz “Sponsored Content”.

Artigo patrocinado no LinkedIn Ads

No passo seguinte, iniciamos a configuração de nossa campanha. Vamos analisar cada um dos pontos para entender como tudo isso funciona:

  1. Nome da sua campanha – Dê um nome para a sua campanha. Assim, você saberá de qual campanha se trata.
  2. Idioma do público-alvo – Se quer fazer uma campanha para o Brasil, você precisa escolher o idioma português.
  3. Objetivo de tráfego – Nessa opção, você determina que o objetivo da sua campanha é tráfego, ou seja, gerar cliques no anúncio que enviam os usuários para o seu site. Você também pode ativar o checkbox para aumentar o número de seguidores da sua company page, adicionando um botão “Seguir” junto ao seu anúncio. Eu normalmente não uso, porque tira o usuário do foco principal, que é clicar no anúncio.
  4. Objetivo de leads – Nessa opção, você determina que o objetivo da sua campanha é geração de leads. Ao escolher essa opção, você terá de criar e configurar um formulário de captação de contatos, semelhante ao que acontece com os formulários de leads do Facebook.

Quando concluir as configurações, clique no botão “Avançar” para prosseguirmos ao próximo passo.

Criar Sponsored no LinkedIn Ads

No passo seguinte, deverá clicar no botão “Criar Sponsored” para iniciar o processo de criação do conteúdo que posteriormente será patrocinado. Neste passo aqui, o LinkedIn complicou um pouco as coisas, criando uma segunda etapa totalmente desnecessária. O que acontece e para você entender melhor é que você tem de criar um Sponsored, que é um conteúdo, e só depois é que você vai patrocinar esse conteúdo. Em resumo, você criar o post e depois patrocina ele, quando na realidade poderia acontecer tudo em simultâneo, já que não faz sentido criar conteúdos que não sejam para patrocinar!

Criar conteúdo patrocinado no LinkedIn Ads

Ao criar sua peça de conteúdo, o LinkedIn dará a você algumas possibilidades e instruções. A primeira coisa a se fazer é dar um nome para o seu conteúdo. Ao colocar um URL na caixa de descrição do conteúdo, ele puxará automaticamente o título, descrição e imagem. A imagem deverá ter 1200 x 627 pixeis e também não deverá ter muito texto, caso contrário o LinkedIn vai rejeitar o anúncio. O título e descrição precisam ser objetivos, sem emojis e o copy do anúncio a mesma coisa. Se usar emojis, a campanha vai ser rejeitada de imediato.

Como o próprio LinkedIn Ads sugere, o ideal é você criar vários conteúdos diferentes e realizar testes A/B entre cada um deles, para perceber quais geram o melhor retorno para o seu negócio ou produto. O LinkedIn aconselha também a criar variações de imagem e texto e você deverá fazer isso, uma vez que testar é fundamental para entender seu público-alvo e a forma como ele responde aos seus conteúdos patrocinados. Depois de criar seu conteúdo, clique em “Salvar”.

Patrocinar conteúdo no LinkedIn Ads

Por fim, para patrocinar o conteúdo, você precisa clicar para seleccionar o conteúdo que você criou e depois clicar no botão “Patrocinar conteúdo” para iniciar o processo de segmentação do seu anúncio no LinkedIn Ads.

Patrocinar conteúdo no LinkedIn Ads

Ao iniciar a configuração do seu anúncio, o LinkedIn Ads dá a você várias opções de segmentação. Na realidade, são dezenas de diferentes opções de segmentação. A primeira de todas é o país, estado ou cidade para o qual pretende anunciar/segmentar seu público-alvo. Se colocarmos nesse campo o país Brasil, do lado direito podemos ver que são já mais de 28 milhões de profissionais brasileiros que têm perfil no LinkedIn.

Depois é possível segmentar por critérios específicos e é aqui que a coisa começa a ficar interessante, permitindo que você foque diretamente num público-alvo super específico, gerando uma hiper-segmentação do seu anúncio. De entre as opções, é possível segmentar o público-alvo por:

  • Nome da Empresa – Pessoas que trabalham em uma ou várias empresas especificamente;
  • Setor da empresa – Pessoas que trabalham em uma ou várias empresas de um ou vários setores de negócio;
  • Tamanho da empresa – Pessoas que trabalham em empresas com 1 funcionário ou até 10.000 funcionários;
  • Cargo – Pessoas com um determinado cargo na empresa, que pode ser segmentado por cargo atual, anterior ou ambos;
  • Função – Pessoas que desempenham determinadas funções numa ou várias empresas;
  • Nível de experiência – O nível de experiência da pessoa;
  • Instituições de ensino – Onde a pessoa estudou, se fez faculdade, etc.
  • Áreas de estudo – Quais áreas de estudo a pessoa fez numa instituição de ensino;
  • Diplomas – Quais diplomas a pessoa possui em seu currículo;
  • Competências do usuário – Quais competências a pessoa tem listadas no seu perfil de LinkedIn;
  • Grupos do usuário – Em quais grupos de LinkedIn a pessoa participa;
  • Gênero do usuário – Segmentação por sexo da pessoa;
  • Idade do usuário – Segmentação por idade da pessoa;
  • Anos de experiência – Os anos de experiência profissional da pessoa;
  • Seguidores da empresa – Exibir o anúncio apenas para seguidores da empresa ou excluir os seguidores atuais;
  • Conexões na empresa – Segmentação por conexões de primeiro grau para empresas com mais de 500 funcionários.

Critérios de segmentação é coisa que não falta no LinkedIn Ads. Isso dá-lhe a oportunidade de hiper-segmentar o seu público-alvo e com isso, colocar seus anúncios rodando apenas para o público que tipicamente consome o seu tipo de produto ou serviço, por exemplo.

Patrocinar conteúdo no LinkedIn Ads

Por fim, é possível configurar também algumas outras opções, como a Audience Network do LinkedIn, que é a rede de sites parceiros do LinkedIn que apresenta anúncios do próprio LinkedIn, criar listas de bloqueios com sites e aplicativos onde você não deseja que seus anúncios sejam veiculados, e ainda ativar ou desativar a ampliação de público. Esta última opção, dá ao LinkedIn a possibilidade de ele procurar pessoas com interesses e características semelhantes ao seu público-alvo e mostrar os seus anúncios a essas pessoas também. Por norma, eu desativo essa opção.

Configuração de custos de anúncio no LinkedIn Ads

Por fim, precisamos configurar o perfil de otimização do anúncio e o tipo de objetivo de marketing. Existem três objetivos de marketing nos anúncios de LinkedIn: Interação, Visitas ao site e Conversões. O modelo de interação é cobrado por CPM (Custo por mil impressões do anúncio) e o modelo de visitas ao site é cobrado em CPC (Custo por clique).

Você precisará definir um orçamento diário para a sua campanha e um lance sugerido. No Brasil, os lances são mais baratos do que em Portugal, ainda assim, o valor por clique é extremamente alto quando comparado com o custo em Facebook Ads ou Google AdWords. No entanto, não se esqueça que o LinkedIn tem a vantagem de ter um público profissional e totalmente direcionado a negócios. Isso é uma tremenda vantagem para a comercialização de determinados produtos ou serviços.

Caso pretenda utilizar a opção de otimização por conversões, deverá seleccionar essa opção e clicar no botão “Selecionar conversões”.

Criar nova conversão

Vai aparecer essa tela, para você pesquisar por conversões já criadas e você deverá clicar em cima onde diz “Criar nova conversão”. Você será enviado a essa tela:

Instalar código de rastreamento do LinkedIn Ads

Você deverá copiar e colar esse código dentro da tag <body></body> do seu site. Ele deverá aparecer em todas as páginas e funciona como o pixel de conversão do Facebook, rastreando todo o tráfego que passa em seu site e também as conversões personalizadas que você criar posteriormente. Dessa forma, você conseguirá anunciar no LinkedIn Ads com o objetivo de conversão, otimizando os seus anúncios para que eles gerem mais conversões ou vendas do seu produto.

Criar uma campanha de anúncios de texto

Agora que você já sabe criar um conteúdo patrocinado no LinkedIn Ads, vamos ver como criar um anúncio de texto. Os anúncios de texto são os tradicionais anúncios no LinkedIn. Foram a primeira opção de anúncios disponibilizada e hoje não são tão interessantes quanto os restantes formatos.

Criar anúncio de texto no LinkedIn Ads

Ao clicar no botão “Criar campanha”, escolha a opção Text Ads, que são os anúncios de texto tradicionais do LinkedIn. Eles incluem também uma pequena imagem, mas essencialmente são links de texto que aparecem na barra lateral e no fundo do site. Dê um nome para o seu anúncio e escolha o idioma do seu público-alvo, como fizemos anteriormente.

Configurar anúncio de texto no LinkedIn Ads

No passo seguinte, podemos configurar o anúncio propriamente dito. Você poderá enviar as pessoas para a sua página de LinkedIn ou diretamente para o seu site. A imagem do anúncio é quadrada e extremamente pequena, logo, tem de ser chamativa o suficiente para captar a atenção do seu público. O título e a descrição do anúncio são super limitados em termos de caracteres, portanto, seja objetivo e cativante. Do lado direito você poderá visualizar uma prévia de como o seu anúncio vai ficar nos vários formatos em que ele vai ser exibido no LinkedIn.

As opções de segmentação do público-alvo são exatamente as mesmas do conteúdo patrocinado.

Configuração de custos de anúncio de texto

As configurações de custo são ligeiramente diferentes. Também é possível configurar conversões, caso você pretenda. O tipo de lance você pode escolher entre CPC e CPM e posteriormente, deverá definir o seu orçamento diário e o valor do lance para CPC e CPM respetivamente.

Criar uma campanha de anúncios InMail

Por fim, temos a última opção de anúncios do LinkedIn Ads e provavelmente aquela que é mais interessante e disruptiva, os anúncios InMail. Este tipo de anúncios são na verdade mensagens enviadas via inbox para o público-alvo do seu anúncio, o que permite iniciar conversações com essas pessoas. Naturalmente, o conteúdo da mensagem e a forma como você apresenta a sua empresa e serviços deverá ser totalmente personalizada e cativante o suficiente para dar início a uma conversa com essas pessoas.

Anúncios Inmail no LinkedIn Ads

Escolha a opção de Sponsored InMail, que são na verdade as mensagens personalizadas que você poderá enviar diretamente para a inbox do seu público-alvo. Dê um nome para a sua campanha e defina o idioma do seu público-alvo, tal como acontece nos outros tipos de anúncios do LinkedIn Ads.

No passo seguinte, dê um nome ao seu anúncio de Sponsored InMail. Este nome não será visível ao público do seu anúncio, mas será importante para você mensurar os resultados das suas campanhas de anúncios InMail, especialmente se você criar vários modelos diferentes.

Criar anúncio InMail no LinkedIn Ads

No passo seguinte, criamos a mensagem personalizada que será enviada diretamente para a inbox do nosso público-alvo. Destaque para duas coisas muito importantes:

Primeiro, o título da mensagem. Ele é responsável por uma boa ou má taxa de abertura, portanto, capriche num título que realmente faça a diferença. O LinkedIn sugere do lado direito algumas palavras-chave que normalmente funcionam bem para este tipo de anúncio, portanto, faça uso deles.

Segundo, utilize a personalização da mensagem, puxando o Primeiro Nome da pessoa com o código %FIRSTNAME% na sua mensagem. Ao usar esse código, o LinkedIn automaticamente irá substituir o código pelo primeiro nome da pessoa. Isso torna a sua mensagem mais personalizada e humana e isso naturalmente melhora os seus resultados.

Configuração de página de destino

Na etapa seguinte, você precisa configurar o link da página de desconto e um call-to-action que pode ser personalizado. É possível também adicionar um banner de anúncio que é depois apresentado junto com a sua mensagem de InMail. O próprio LinkedIn sugere você utilizar alguns CTAs que normalmente têm bons resultados.  Portanto, use e abuse dos testes.

Criação de público-alvo

Depois do anúncio criado, você deverá criar sua segmentação de público-alvo. O nível de segmentação é praticamente idêntico aos dos outros tipos de anúncio, com segmentação por localização e posteriormente por critérios específicos como o cargo, idade, gênero, empresa, entre vários outros que você já conhece.

Uma dica importante para este tipo de anúncio e pelo fato de se tratar de um anúncio InMail que é enviado via inbox para o usuário, eu recomendo você hiper-segmentar seu público. Enviar mensagens personalizadas deste tipo para pessoas que não têm interesse na sua empresa ou produto, pode revelar-se uma experiência bastante ruim. Cuidado com isso!

Custo por disparo no LinkedIn Ads

Neste formato de anúncio InMail o pagamento e otimização do anúncio é feito por disparo, o que o LinkedIn Ads chama de CPD. Você deverá definir um orçamento diário para a sua campanha e licitar um valor por disparo de mensagem. O valor do disparo até é mais baixo que o custo de outros formatos de anúncios do LinkedIn, o que é muito positivo. O fato de ser uma mensagem personalizada e com alto impacto – por um valor baixo – pode ser sem dúvida uma excelente opção de marketing para o seu negócio ou produto.

Métricas e relatórios personalizados

Depois que as suas campanhas começarem a rodar no LinkedIn Ads, você poderá consultar os relatórios de performance das suas campanhas, para perceber os principais indicadores chave de performance e como seus anúncios estão performando no LinkedIn. Ao entrar na sua conta de anúncios, você poderá visualizar de imediato os gráficos em tempo real:

Métricas de campanhas no LinkedIn Ads

Se clicar no anúncio em baixo, poderá visualizar mais alguns dados específicos dessa campanha em particular. No menu superior, os dados demográficos têm informação bastante relevante sobre a sua campanha, nomeadamente o público-alvo que está sendo impactado pelo seu anúncio. Veja:

Dados demográficos da campanha no LinkedIn Ads

Olhando esses dados demográficos, entendo que o público da área de serviços financeiros gerou um CTR muito superior. Isso significa que esse público possivelmente tem um grande interesse no produto ou serviço que estou comercializando, o que significa que tenho de fazer com que os meus anúncios apareçam mais para pessoas que estão nessa área de negócio. Esses insights são super valiosos para entender o público-alvo e principalmente quem está interessado no que estou vendendo.

Preparado para começar a anunciar no LinkedIn Ads?

O LinkedIn Ads é uma plataforma muito interessante para empreendedores, profissionais e negócios que se relacionam essencialmente no B2B (Business to Business). Alguns formatos de anúncios, como o anúncio patrocinado ou o Sponsored InMail têm um impacto muito grande no público-alvo e podem ser uma oportunidade de negócio fantástica. Aproveitar esse mercado e colocar seus produtos ou serviços em frente de um público altamente qualificado não só irá qualificar mais os seus leads, como irá gerar um retorno maior para o seu negócio.

O custo dos anúncios é muito alto, quando comparado com outras ferramentas como o Facebook ou Google, no entanto, é necessário compreender o contexto e a qualificação do público-alvo. Isso faz uma diferença muito grande no resultado final das suas campanhas. Fique atento a isso e realize alguns testes de anúncios para entender se o LinkedIn é de fato uma solução viável para o tipo de produto/serviço que você está comercializando.

Quer aprender mais sobre LinkedIn Ads e publicidade? Conheça os meus Cursos Intensivos de Marketing Digital, que poderão ajudá-lo a levar o seu negócio ao próximo nível! ;)

Bons Empreendimentos!


Google Plus



  • flávia rodrigues tav

    Paulo faustino é o cara parabéns pelo top artigo.

    • Obrigado pelo comentário @flviarodriguestav:disqus! :)

Leia também esse artigo:

TIMELESS Watches

TIMELESS WATCHES – Os desafios de lançar uma marca de relógios de luxo