Como criar um canal no YouTube e ganhar inscritos rapidamente

Receba minhas atualizações em seu email
Li e aceito a Política de Privacidade.
Li e aceito a Política de Privacidade.
Academia de Marketing Digital

O YouTube é hoje o segundo maior motor de pesquisas do mundo, com mais de 33.5 bilhões de visitantes mensais, logo atrás do Google que é o maior motor de pesquisas do mundo. E a realidade é que ainda assim o YouTube continua a crescer a um ritmo acelerado todos os anos e a receber milhares de novos criadores de conteúdo todos os dias. Por isso é tão importante você saber como criar um canal no YouTube e ganhar inscritos rapidamente, mesmo numa época em que parece que todo o mundo está criando conteúdo para o YouTube. A realidade é que existe muito espaço para você crescer dentro do YouTube, ter sucesso com os seus vídeos e acumular milhares de inscritos no seu canal.

Além disto, o YouTube é hoje a rede social mais popular no Brasil e em Portugal, o que faz com que seja o canal de preferência dos brasileiros e portugueses quando falamos de consumo de conteúdo na internet e logicamente, você precisa estar presente com uma boa estratégia de conteúdo e acima de tudo, uma boa estratégia de otimização de vídeos. Tal como acontece nos conteúdos de sites e blogs, você precisa otimizar o seu conteúdo para SEO, por forma a que o Google entenda na perfeição o que é realmente importante numa peça de conteúdo e no YouTube acontece exatamente o mesmo.

E prevê-se que o vídeo venha a dominar por completo a internet até 2022, altura em que o vídeo representará a maior fatia do tráfego gerado por internautas em todo o mundo. Não é à toa que o Instagram está apostando no vídeo e que o TikTok está crescendo a um ritmo tão acelerado. É porque o vídeo é o melhor formato de conteúdo existente na atualidade.

Porquê criar um canal no YouTube?

Embora a grande maioria das pessoas possa considerar que já é tarde para começar no YouTube, a realidade é que esse pensamento está errado. Todos os anos estão aparecendo novos criadores de conteúdo populares e que até então ninguém conhecia. E isso se deve ao crescimento constante do YouTube enquanto plataforma de vídeos e criação de conteúdos.

O YouTube tem hoje 2 bilhões de pessoas entrando na plataforma todos os meses e cada uma dessas pessoas investe em média 11 minutos e 24 segundos do seu tempo assistindo conteúdos em vídeo. Logicamente, isso é uma média de todos os utilizadores, o que significa que existe muita gente assistindo a várias horas de conteúdos novos todos os dias. E o mais interessante é que cerca de 70% do conteúdo consumido por utilizadores no YouTube é sugerido pelo próprio algoritmo do YouTube. E é aqui que você pode fazer a diferença.

Se considerarmos que 70% do conteúdo consumido é sugerido automaticamente pelo algoritmo do YouTube, as suas chances de conseguir milhares de visualizações nos seus vídeos são muito grandes.

Consumo de vídeos no Brasil

Se considerarmos que em média 98% dos brasileiros com acesso à internet assiste a conteúdos de vídeo e que destes, cerca de 45% assiste a Vlogs, então o vídeo é realmente o formato de conteúdo por excelência quando falamos de redes sociais e consumo de conteúdo na internet no Brasil. Mas estes números não são apenas assim no Brasil. Em Portugal as coisas são bem semelhantes, veja:

Consumo de vídeos em Portugal

Cerca de 96% dos portugueses com acesso à internet assiste a conteúdos de vídeo e destes, cerca de 38% assistem a Vlogs também.

Números incríveis que demonstram o poder do vídeo e sustentam a necessidade de você criar um canal no YouTube para começar a mostrar os seus conteúdos a este público.

YouTube - Redes Sociais no Brasil

Conforme referi anteriormente, o YouTube é hoje a rede social mais utilizada no Brasil. Cerca de 96% dos internautas brasileiros utilizaram o YouTube no último mês e isso é um dado bastante positivo, até porque do ponto de vista de uma estratégia de marketing digital, o YouTube é um outro canal onde você pode impactar uma nova audiência e fazer chegar o seu conteúdo e outros tipos de público que você não está conseguindo impactar através do Facebook e Instagram.

YouTube - Redes Sociais em Portugal

Em Portugal as coisas não são diferentes. Cerca de 93% dos internautas portugueses acessou o YouTube no último mês e ele continua sendo a rede social mais popular do país, superando inclusivamente o Facebook.

Todos os estes dados servem para mostrar a importância do YouTube enquanto canal de marketing e suportar a decisão de você criar um canal no YouTube e começar a utilizá-lo de um jeito mais profissional e orientado a objetivos.

Pouco interessa você ter um canal no YouTube se não existe estratégia, consistência e frequência de conteúdo. Ele será apenas mais um entre milhares de canais fantasma que não recebem visualizações nos seus vídeos.

Vamos então analisar os diferentes passos a ter em consideração para criar um canal no YouTube e ganhar inscritos rapidamente. Preparado(a)?

Como criar um canal no YouTube?

Criar um canal no YouTube é gratuito. A única coisa que você precisa para criar o seu canal é uma conta Google e acesso à internet. A partir desse momento, você conseguirá criar o seu canal e começar a carregar vídeos na sua conta, seguindo os procedimentos que indico ao longo deste artigo. Dessa forma, será possível você começar a construir a sua autoridade no YouTube e a impactar milhares de pessoas que todos os dias procuram por conteúdos específicos dentro da rede de pesquisa do próprio YouTube.

Vamos ver passo a passo como criar um canal no YouTube e o que você precisa ter em consideração na criação do seu canal, por forma a ganhar inscritos rapidamente.

Passo Nº1: Efetuar login com uma conta Google

YouTube - Efetuar Login

No canto superior do YouTube, clique em “Iniciar Sessão” para efetuar login com a sua conta. Poderá utilizar qualquer conta Google para iniciar sessão e criar o seu canal no YouTube.

Tenha no entanto em consideração que esse canal ficará associado a essa conta no YouTube, ok?

Passo Nº2: Criar um canal

YouTube - Criar um canal

No segundo passo, ao clicar na sua fotografia de perfil no canto superior direito, o YouTube expande um menu vertical com diversas opções, entre elas a opção “Criar um canal” que está disponível para todas as contas que ainda não têm um canal associado.

Conforme falei anteriormente, tenha a certeza de que deseja associar o seu canal a essa conta de e-mail. Caso mude de ideias, poderá atribuir um cargo a uma outra conta de e-mail ou apagar definitivamente o seu canal e todo o seu conteúdo caso assim o deseje no futuro.

Passo Nº3: Escolha como criar o seu canal

YouTube - Escolha como criar o seu canal

No passo seguinte, o YouTube vai perguntar para você como deseja criar o seu canal. Você pode escolher entre criar um canal utilizando o seu Nome e Foto da sua conta Google, ou se você prefere criar tudo do zero, atribuindo um novo diferente para o seu canal e uma outra foto.

Independentemente do que você escolher, você poderá alterar esses dados no futuro tranquilamente, portanto, não fique preocupado caso tenha escolhido uma ou outra opção.

Siga os passos indicados pelo YouTube e dê um Nome para o seu canal, uma descrição e adicione os links das suas redes sociais complementares, caso isso faça sentido.

Você também a possibilidade de pular essa etapa nesse momento e realizar essas configurações mais tarde.

Passo Nº4: O seu canal no YouTube

YouTube - Personalizar canal

No passo seguinte, você terá o seu canal no YouTube criado, parabéns!

No entanto, o seu canal ainda não tem inscritos e vídeos, portanto, é altura de começar a configurar tudo direitinho para garantir que você começa com o pé direito, atraindo a atenção dos seus seguidores para os seus conteúdos.

No topo, ao centro, você encontra dois botões azuis que serão muito importantes durante a sua caminhada rumo ao sucesso no YouTube: Personalizar canal e YouTube Studio.

No botão “Personalizar canal”, você consegue iniciar a configuração do canal, nomeadamente a alteração da sua foto de perfil, foto de capa, etc.

No botão “YouTube Studio”, você entra como gerenciador do seu canal no YouTube, onde você terá acesso a métricas de desempenho dos seus vídeos, comentários, estatísticas e outros recursos fundamentais para você tirar o máximo partido do YouTube.

YouTube - Configuração do canal

Ao clicar no botão “Personalizar canal”, você poderá iniciar a configuração do seu canal, nomeadamente alterar a foto de perfil e a foto de capa do canal, ambas super importantes na atração de público para os seus vídeos.

Passo Nº5: Dimensões de imagens no YouTube

O YouTube tem dimensões específicas para todos os elementos de imagem que você pode adicionar lá, nomeadamente foto de capa, foto de perfil, thumbnail para vídeos, etc.

É importante que preste atenção para tentar tirar o máximo partido de cada um desses elementos.

Vamos começar pela foto de capa do seu canal no YouTube:

Capa do Canal do YouTube

A foto de capa tem uma dimensão obrigatória de 2560 x 1440 pixels.

No entanto, sua foto de capa não vai aparece na íntegra em todos os dispositivos. Você precisa ajustar sua imagem de forma a que nenhum elemento apareça cortado desnecessariamente em um dispositivo.

A área de segurança é de 1546 x 423 pixels, ou seja, a área possivelmente que será visualizada com maior frequência e que na imagem acima representa a indicação “Mobile”.

Todas as informações importantes, devem estar dentro dessa medida. Dessa forma você garante que elas aparecem visíveis em todos os dispositivos.

Como você pode ver na imagem acima, retirada do meu canal no YouTube, as informações realmente importantes estão todas elas dentro da área de segurança e toda a restante área é ocupada com grafismo secundário que será visível em tablet, desktop e televisão.

A dimensão de 2560 x 1440 pixels está pensada essencialmente por conta do YouTube na televisão, que hoje é um dos canais mais utilizados logo a seguir à Netflix para assistir conteúdos de vídeos na televisão. Fica de olha nisso!

A foto de perfil no YouTube deve ter 800 x 800 pixels.

A sua foto de perfil, independentemente de estar associada à sua conta Google ou não, deverá ter uma dimensão de 800 x 800 pixels ou superior.

Dessa forma você garante que ela aparece corretamente em todos os dispositivos que os seus inscritos utilizarão para assistir os seus vídeos no YouTube.

YouTube - Thumbnail de vídeos

A thumbnail dos vídeos deve ter 1920 x 1080 pixels.

O ideal é você carregar essa imagem no formato PNG, por forma a garantir o máximo de qualidade possível na exibição do seu vídeo.

O thumbnail é a capa do seu vídeo e ele é muitas vezes a razão porque um utilizador clica ou não para assistir um determinado conteúdo de vídeo.

Thumbnails com cores chamativas, textos bem visíveis e uma composição gráfica atrativa, tendem a gerar mais cliques do que vídeos sem thumbnails ou com thumbnails graficamente pobres.

O aspeto final do seu vídeo será semelhante a este depois de carregado o thumbnail no vídeo. Procure caprichar nos seus thumbnails por forma a atrair a atenção de quem está pesquisando no YouTube por assuntos relacionados aos tipos de conteúdos que você produz. Isso ajudará bastante a fazer com que você seja descoberto e ganhe inscritos rapidamente no seu canal caso o seu conteúdo tenha realmente qualidade.

Configurações adicionais de um canal no YouTube

Agora que você já sabe como criar um canal no YouTube, é altura de você configurar as demais opções existentes no YouTube, por forma a tirar o máximo partido do seu canal. Estas configurações adicionais são especialmente úteis para você customizar toda a experiência do seu público e gerar os melhores resultados possíveis no seu canal.

YouTube - Acerca do canal

Um dos primeiros elementos a configurar é o acerca (sobre) do seu canal. Este é o local onde você pode descrever um pouco sobre quem você é, qual a sua história e o que os seus inscritos podem esperar do seu canal. É importante você utilizar este espaço para colocar informação complementar que ajude o seu público a entender quem você realmente é, sem que tenha a necessidade de ir procurar por isso noutro lugar.

YouTube Studio

Para entrar nas configurações adicionais da sua conta, clique na sua foto de perfil no canto superior direito do YouTube e clique na opção “YouTube Studio” para entrar no estúdio de criação do YouTube. Lá dentro, terá a possibilidade de realizar inúmeras configurações adicionais na sua conta.

YouTube Studio - Configurações

Entrando no YouTube Studio, no canto inferior esquerdo encontrará uma opção “Definições” onde terá a possibilidade de realizar configurações adicionais ao seu canal no YouTube e que poderão facilitar bastante o seu trabalho, tanto de publicação de conteúdos, quanto de moderação da comunidade e demais configurações existentes. Vejamos:

YouTube Studio - Definições do canal

Neste menu de definições, você encontra inúmeras opções fundamentais ao bom funcionamento do seu canal no YouTube, mas também definições que permitem você aliviar a sua carga de trabalho, em especial no que diz respeito à moderação de comentários e conteúdos da comunidade.

Na aba “Geral” que é a primeira a aparecer, a única coisa que precisará definir é a moeda da sua conta. Esta opção serve para quem deseja rentabilizar o seu canal do YouTube e aprofundaremos isso mais à frente ao longo deste artigo.

YouTube Studio - Definições da conta

Na Aba “Canal” temos várias configurações importantes a ter em consideração e que podem auxiliar bastante o seu trabalho ao longo do tempo. Vamos analisar cada uma dessas etapas e ver de que forma como você configurar cada uma dessas etapas para gerar o melhor resultado possível para o seu canal:

  • Informações básicas – Nesta aba você deverá configurar o nome do seu Canal no YouTube (caso não tenha feito anteriormente) e também as tags do canal. As tags do canal são especialmente importantes porque elas estão relacionadas à pesquisa e devem ser totalmente contextualizadas com o conteúdo do seu canal. Procure adicionar tags (termos de pesquisa) relacionados ao tipos de conteúdos que um utilizador conseguirá encontrar facilmente no seu canal.
  • País do Canal – Nesta definição, você poderá definir o país principal do seu canal no YouTube, que poderá ser Brasil, Portugal ou qualquer outro país. O YouTube dará preferência a indexar os seus conteúdos nas pesquisas do YouTube desse mesmo país. Isto não significa que os seus conteúdos não possam popularizar em outros países.
  • Definições avançadas – Nesta aba você deverá definir se o seu canal é criado para crianças ou não. Essa definição é obrigatória e tem a ver com a Lei de Proteção à Privacidade da Criança na Internet (COPPA) e várias outras leis de outros países. Você deverá definir como sendo criado para crianças, se essa for a sua audiência principal, ou não criado para crianças caso você apenas publique conteúdos direccionados a adultos.
  • Associação da conta do Google Ads – Nesta opção, você pode associar uma conta do Google Ads ao seu canal do YouTube, caso você pretenda promover seus vídeos com anúncios e receber essas informações e estatísticas lá no Google Ads.
  • Número de subscritores – Você ativar ou desativar a exibição do número de inscritos do seu canal no YouTube.
  • Anúncios – Você pode desativar a exibição de anúncios baseados em interesses. Se selecionar esta opção, não serão apresentados anúncios personalizados no seu canal, como anúncios com base nos interesses dos utilizadores ou anúncios de remarketing. Caso você esteja pensando em monetizar os seus vídeos com publicidade, é recomendável você deixar essa opção ativa.
  • Branding – Caso pretenda, nesta aba, você poderá configurar uma marca de água para os seus vídeos, como a sua marca ou logotipo, que ficará grafado no canto inferior direito de todos os seus vídeos automaticamente. Esta imagem deverá ter 150 x 150 pixels e é recomendável que seja carregada no formato PNG com fundo transparente.
  • Disponibilidade de funções – Nesta opção, você poderá visualizar se alguma funcionalidade do YouTube está sendo desativada para o seu canal por violação de algum dos termos e condições definidos pelo YouTube. Você também precisa validar a sua conta com um contato móvel (número de celular/telemóvel) para conseguir efetuar o upload de vídeos superiores a 15 minutos, carregar thumbnails personalizadas, realizar transmissões ao vivo, etc.
  • Predefinições de carregamento – Nesta aba, você poderá configurar todas as informações predefinidas para os seus vídeos, nomeadamente título, descrição, visibilidade e etiquetas. O que esta opção faz é carregar todas essas informações por padrão em todos os vídeos que você desejar carregar para o YouTube e você apenas necessitará de complementar essa informação no carregamento de um vídeo.
  • Autorizações – Nesta opção você poderá dar autorização a outras pessoas para gerenciar o seu canal no YouTube. Funciona basicamente como os cargos numa página de Facebook: Gestor, Editor, Visitante e Visitante (limitado). Cada um destes cargos tem definições específicas de leitura e edição de conteúdo no canal.
  • Comunidade – Na aba comunidade você poderá atribuir o cargo de moderador a qualquer pessoa. O mesmo se aplica aos utilizadores ocultos. Esta função é o mesmo que bloquear o seu canal do YouTube a uma pessoa específica. Você poderá ainda adicionar palavras a serem bloqueadas nos comentários dos seus vídeos e também a possibilidade de bloquear links nos comentários.

Como pode perceber, existe muita coisa para configurar antes de sair publicando vídeos no seu canal do YouTube, portanto, preste atenção em todos esses itens e configure tudo corretamente antes de começar a acelerar.

Como publicar vídeos no YouTube?

Agora que você já criou o seu canal no YouTube e o configurou corretamente, chegou a altura de começar a publicar vídeos. E o processo de publicação de um vídeo no YouTube é algo que requer a configuração também de inúmeros parâmetros que funcionam como processo de otimização de um vídeo para o YouTube.

YouTube - Carregar vídeos

Para iniciar o processo de carregamento de um vídeo no YouTube (upload) deverá clicar no ícone da câmera que se encontra no canto superior direito da sua conta do YouTube. Ao clicar nesse ícone, aparecem três opções:

  1. Carregar vídeo – Esta opção é a opção padrão de carregamento de vídeos para o YouTube. Ela permite você realizar o upload de um vídeo (ver mais abaixo) ou vários vídeos em simultâneo e configurar as definições individuais de cada um deles.
  2. Iniciar stream – Nesta opção, o YouTube permite-lhe realizar Lives, ou seja, transmissões ao vivo para a comunidade de seguidores do seu trabalho. Ao realizar uma transmissão ao vivo (streaming) o YouTube permite-lhe depois publicar esse vídeo no seu canal, ou alterar as definições de visibilidade desse mesmo vídeo.
  3. Criar publicação – Deste há algum tempo que o YouTube permite aos proprietários de canais no YouTube publicarem publicações também. São basicamente atualizações, sondagens e partilhas de novos vídeos que aparecem na aba “Comunidade” do seu canal no YouTube.

YouTube - Carregar vídeo

Ao clicar no botão de carregar vídeo, o YouTube irá apresentar a você um pop-up de carregamento. Ao clicar no botão azul ao centro, poderá seleccionar a partir do seu computador ou smartphone o arquivo/ficheiro a carregar para o YouTube, ou seja, o seu vídeo.

Recomendamos carregar os seus vídeos no formato MP4 em alta definição. O seu vídeo deve ser horizontal, para garantir a melhor experiência de visualização aos seus utilizadores. E como todos os vídeos horizontais, existem diferentes dimensões que conferem uma qualidade diferente aos seus vídeos, veja:

Resolução Nome Qualidade
3840×2160 2160p 4K
2560×1440 1440p 2K
1920×1080 1080p Máxima resolução para HD
1280×720 720p Mínima resolução para HD
854×480 480p Definição padrão
640×360 360p Resolução tradicional em websites
426×240 240p Resolução mínima para YouTube

YouTube - Configuração de upload de vídeo

Ao efetuar o upload de um vídeo para o YouTube, existem inúmeras configurações a realizar também. O YouTube divide o upload em três etapas, cada uma delas com diversas configurações que determinam o sucesso ou insucesso dos seus vídeos no YouTube, portanto, preste bem atenção aos pontos seguintes caso você pretenda tirar o partido dos seus vídeos no YouTube:

  • Título do vídeo – O título do seu vídeo é uma das principais formas de uma pessoa encontrar um conteúdo no YouTube. E tal como acontece nos artigos escritos, você precisa trabalhar o título dos seus vídeos do ponto de vista do SEO (otimização para motores de pesquisa). O que isto significa é que você precisa de pensar do ponto de vista de como as pessoas pesquisam e quais termos elas utilizam para pesquisar (palavra-chave) por esses assuntos. A palavra-chave em foco no título do seu vídeo, deverá aparecer o mais à esquerda possível.
  • Descrição do vídeo – A descrição do seu vídeo é o conteúdo mais importante de todos, por é onde o Google consegue entender na perfeição o que realmente trata o seu conteúdo. O limite no YouTube são 5.000 carácteres. O recomendado é que você preencha no mínimo 2.000 carácteres. Quanto mais detalhadas forem essas descrições, melhor para a indexação do seu conteúdo no motor de pesquisa do YouTube. Procure que a sua palavra-chave em foco esteja presente, mas tente escrever descrições orgânicas e de qualidade. Tentar manipular o algoritmo pode levar a uma penalização do seu canal e consequente queda da visibilidade dos seus vídeos.
  • Miniatura – A miniatura representa a thumbnail do seu vídeo e conforme falei anteriormente, esta deverá estar construída de forma a ser visualmente impactante e ao mesmo tempo identificar rapidamente o canal em questão. Procure criar miniaturas que chamativas visualmente e contenham texto na medida certa.
  • Listas de reprodução – As listas de reprodução são uma forma super interessante de você organizar os seus conteúdos por temas. Elas servem para que os seus inscritos consigam visualizar vários conteúdos seguidos sobre um mesmo tema, sem a necessidade de procurarem individualmente por cada um daqueles vídeos. Procure criar diversas listas de reprodução para catalogar e organizar os seus conteúdos de vídeo mais facilmente.
  • Público – Nesta opção você deverá apenas indicar se o seu conteúdo foi criado para crianças ou não, conforme já falámos anteriormente.
  • Restrição de idade – Nesta opção poderá restringir a idade dos utilizadores que terão acesso a este conteúdo, para que o mesmo não seja exibido a utilizadores com menos de 18 anos de idade se for o caso.
  • Promoção paga – Nesta opção, caso esteja a efetuar uma parceria remunerada com alguma marca, poderá indicar no seu vídeo de que se trata de vídeo que contém promoção paga por uma marca e até deixar um aviso para que o seu público saiba de antemão que esse conteúdo está sendo pago por uma empresa. Essas regras são obrigatórias em países como o Brasil ou Portugal.
  • Etiquetas – Nesta opção, você deverá seleccionar as diferentes etiquetas correspondentes aos seus vídeos. Essas etiquetas são essencialmente as palavras-chave utilizadas pelos utilizadores para encontrar os seus conteúdos de vídeo na barra de pesquisa do YouTube. Procure criar etiquetas contextualizadas com o conteúdo desse vídeo que você está carregando para o YouTube. Utilizar etiquetas que nada têm a ver com o conteúdo pode prejudicar a performance do seu vídeo.
  • Idioma e legendas – Nesta opção você deverá definir o idioma do vídeo e a certificação para legendas, que é algo utilizado apenas nos Estados Unidos.
  • Data e localização da gravação – Nesta opção você poderá configurar a data de gravação e local de gravação. Isso pode ser útil porque os visitantes também podem pesquisar por localização no YouTube e você pode indexar os seus conteúdos de vídeo a essa mesma localização.
  • Licença e distribuição – Nesta opção poderá definir o licenciamento dos seus vídeos por uma questão de proteção de direitos autorais. Você ainda poderá habilitar a incorporação ou não do seu vídeo em sites de outras pessoas e a publicação no seu feed do seu canal no YouTube e a notificação dos seus subscritores de que você publicou um novo conteúdo.
  • Categoria – A categoria é igualmente importante, porque ela determina em que local seus vídeos serão indexados no YouTube. Procure escolher uma categoria que se adequa melhor a esse tipo de conteúdo que você está publicando.
  • Comentários e classificações – Neste último passo, você poderá restringir a exibição de comentários no seu vídeo, reter todos para aprovação ou simplesmente não permitir. Você ainda pode definir como os comentários do seu vídeo serão ordenados: comentários com classificação mais alta ou simplesmente pelos comentários mais recentes.

YouTube - Elementos adicionais

No passo seguinte temos os elementos adicionais do vídeo, tais como uma tela final ou cartões durante o vídeo (cards). Estes elementos são fundamentais para aumentar a retenção dos seus utilizadores a assistirem aos seus conteúdos de vídeo, porque eles pulam de um conteúdo para o outro, aumentando a taxa e o tempo de visualização dos seus vídeos.

Para o algoritmo do Google, isso é um fator bastante importante no ranqueamento dos conteúdos na plataforma. Se a taxa de conclusão dos seus vídeos é alta, isso ajuda bastante a melhorar a indexação e posicionamento do seu conteúdo nas pesquisas orgânicas do YouTube e consequentemente, você ganha mais visualizações e inscritos no seu canal.

YouTube - Visibilidade e agendamento de vídeos

Por fim, temos a visibilidade do vídeo. O YouTube tem hoje 3 níveis de visibilidade nos vídeos e cada um deles representa coisas diferentes, portanto, procure escolher sempre a opção mais indicada para o que você deseja realmente fazer com esse vídeo, veja:

  • Vídeo Privado – Esse vídeo só poderá ser acessado por você e pessoas que você definir que têm acesso também. Ele não aparece nas pesquisas do YouTube. Esse formato é ideal para você colocar vídeos pessoais ou vídeos que você não pretende que apareçam listados no seu canal ou que estejam visíveis a qualquer tipo de pessoa.
  • Vídeo Não Listado – Esse vídeo pode ser acessado por qualquer pessoa que tenha o link, mas também não aparece nas pesquisas do YouTube. Esse formato é interessante para vídeos de Masterclasses ou aulas, em que apenas os alunos têm acesso, por exemplo.
  • Vídeo Publico – Esse vídeo pode ser acessado por qualquer pessoa e encontrado nas pesquisas do YouTube. Dentro desse formato, você ainda pode definir seu vídeo como uma estreia instantânea. As Estreias do YouTube funcionam de forma semelhante aos vídeos ao vivo, dando a possibilidade de o seu público assistir um novo vídeo em conjunto. Tal e qual uma estreia de cinema ou TV. Estrear o seu vídeo permite-lhe agendar o carregamento e chamar a atenção para o vídeo através de uma página de visualização partilhável.

O YouTube oferece ainda a possibilidade de agendamento de vídeos também, ou seja, você deixar seus vídeos devidamente preparados para serem publicados automaticamente num determinado dia e horário à sua escolha, facilitando seu trabalho de planejamento e organização de conteúdos.

Para publicar um vídeo imediatamente no seu canal no YouTube, você deverá escolher a opção de visibilidade pública e clicar no botão de publicação do vídeo. Em poucos segundos, seu vídeo estará sendo publicado e seu público poderá começar a assistir esse conteúdo imediatamente.

Como ganhar inscritos no YouTube e construir um canal de sucesso?

Para ganhar inscritos rapidamente no seu canal do YouTube, você precisará seguir algumas regras. Essas regras têm como base o estudo dos maiores canais de sucesso no YouTube e servem para você entender o que realmente distingue um canal de sucesso no YouTube de um canal que não tem tanto sucesso assim.

São dicas práticas que deverão servir de estratégia para a criação dos seus conteúdos e a correta otimização do seu canal. Obviamente, o sucesso do seu canal dependerá sempre da sua capacidade de sacrifício, persistência e trabalho duro, ingredientes fundamentais para ter sucesso na internet com qualquer coisa que seja, incluindo o seu canal do YouTube. Se você procura uma forma de ganhar inscritos rapidamente sem ter trabalho, pode parar de ler por aqui.

1) Seu canal precisa de falar sobre um assunto específico

De pouco adianta você tentar falar sobre tudo. Na realidade, você estará falando sobre tudo e sobre nada. Os canais mais populares e bem sucedidos no YouTube, tendem a ser aquilo que chamamos de canais de nicho, ou seja, canais focados em assuntos específicos e apenas sobre esse assunto.

O que isto significa é que você precisa tocar em apenas um assunto e nada mais do que isso, explorando os diversos assuntos relacionados a esse nicho de mercado.

Canal 5 Minute Crafts

Esse é o exemplo do canal 5 Minute Crafts, que acumula hoje 67 milhões de inscritos e que se dedica apenas à publicação de conteúdos relacionados com trabalhos manuais que podem ser realizados em apenas 5 minutos. E o sucesso do canal se deve em parte a essa especialização do tema do canal. Qualquer pessoa que visite o canal, saberá que o mesmo se dedicada apenas a trabalhos manuais.

Se você falar sobre diversos temas, convém que esses temas estejam relacionados com o tema principal do canal, caso contrário, você está dispersando a atenção e não está falando para um público alvo específico.

2) Faça pesquisa de palavras-chave

De pouco adianta você falar sobre temas que as pessoas não estão procurando, correto? É uma grande perda de tempo quando você está gravando um conteúdo sobre um tema que ninguém procura ativamente no YouTube. Embora você até possa ter algumas visualizações no seu vídeo, a longo prazo, esse vídeo não tem potencial para acumular milhares de visualizações porque não existe demanda por esse assunto.

O que você precisa fazer é ter uma estratégia de procura de palavras-chave que antecipem os temas dos seus vídeos com base em necessidades reais do mercado, ou seja, pessoas procurando ativamente por esses assuntos no YouTube.

E como fazer isso? Simples. Você pode usar uma ferramenta de análise de palavras-chave como o KWFinder para realizar esse trabalho de investigação e também a pesquisa do próprio YouTube. Veja:

Pesquisa KWFinder YouTube

Ao pesquisar no KWFinder com a palavra “Como fazer” na opção “Autocomplete”, ele apresenta-me todos os resultados com base em pesquisas reais das pessoas no Google sobre esses assuntos: “Como fazer arroz”, “Como fazer arroz doce”, “Como fazer almôndegas”, etc.

E logicamente, isso é apenas um exemplo. Utilizando uma ferramenta destas, você pode pesquisar sobre qualquer assunto em qualquer país do mundo e em qualquer idioma, para perceber se existe ou não demanda por aquilo que você deseja gravar em vídeo.

Pesquisa YouTube

O próprio YouTube tem na sua barra de pesquisa um excelente gerador de ideias de conteúdo. Quando você começa digitando alguma coisa na caixa de pesquisa do YouTube, ele vai apresentar para você pesquisas relacionadas. Por norma, essas pesquisas são ordenadas pela popularidade e representam intenções reais de pesquisa por parte do seu público no YouTube.

Pesquisando rapidamente sobre “Como fazer”, o YouTube automaticamente recomenda assuntos: “Como fazer panqueca”, “Como fazer arroz”, “Como fazer pizza”, etc. Isso me dá uma visão clara sobre se existe ou não demanda pelo assunto que desejo gravar em vídeo.

Para aprofundar esse assunto, recomendo você ler o meu artigo sobre como encontrar nichos de mercado lucrativos.

3) Frequência e consistência de conteúdo

Para ganhar inscritos no seu canal do YouTube, você precisa ter uma boa frequência e consistência de conteúdo. É isso que vai fazer as pessoas regressarem ao seu canal para consumir novos conteúdos.

Se você publicar uma vez por dia durante 15 dias e depois fica um mês sem publicar, isso prejudica muito a sua performance. É preferível você publicar 1 ou 2 vídeos por semana, durante 52 semanas, do que você publicar 52 vídeos em 52 dias e nunca mais publicar.

A frequência é percebida pelo algoritmo do YouTube como algo positivo, fazendo com que seus vídeos apareçam com maior frequência nas sugestões e consequentemente, acumulem mais visualizações ao longo do tempo.

Procura estabelecer o hábito de publicar com frequência, sendo que essa frequência terá de ser algo com que você consiga conviver, garantindo sempre um conteúdo de altíssima qualidade.

Sendo frequente e consistente com o seu canal no YouTube, você conseguirá criar esse hábito na sua audiência e consequentemente ganhar inscritos rapidamente, caso a qualidade do conteúdo que você entrega seja realmente boa.

4) Crie uma boa estratégia de conteúdo

Uma boa estratégia de conteúdo depreende todos os pontos falados anteriormente, desde a pesquisa de palavras-chave, a consistência e frequência, etc. Depois disso, você ter uma estratégia de construção dos seus conteúdos para que estes impactem positivamente a sua audiência.

O que recomendo neste fase é que você construa os seus roteiros utilizando o método AIDA de construção de conteúdo. Ele vai ajudar você a estruturar melhor os seus conteúdos e a torná-los mais interessantes e impactantes para o seu público.

AIDA provém de Atenção, Interesse, Desejo e Ação, que são as quatro etapas de criação de conteúdo que o seu vídeo precisa ter em consideração.

Método AIDA de conteúdo

Atenção: Na fase de atenção, você precisa chamar à atenção do seu público nos primeiros 15 segundos do seu vídeo. Caso isso não aconteça, você muito provavelmente perderá o interesse do seu público para o assunto que você pretende tratar no seu conteúdo. Tal como na abertura de uma carta de vendas, a atenção é fundamental na abertura de um conteúdo de texto ou vídeo, como forma de prender a atenção do público para um determinado assunto.

Interesse: Na fase de interesse, você deverá desenvolver o tema do seu conteúdo. Depois de passar pela fase de atenção e trazer seu lead para consumir seu conteúdo, você precisa de o fazer entender a mensagem que você pretende passar. Esta é a fase em que você desenvolve o tema principal do seu conteúdo e entrega realmente o conteúdo que você prometeu na fase de atenção. Nesta fase, você não pode pedir ao seu lead para realizar uma ação como subscrever o canal, comentar, curtir, ou qualquer outra coisa. Ninguém faz isso com um autor que acabou de conhecer.

Desejo: Na fase de desejo, você precisa de fazer uma ligação com a fase de ação, ou seja, se você pretende que o seu lead realize uma ação específica, você precisa de trabalhar o desejo em antecipação. A fase de desejo é a ponte para a ação que você pretende que o seu lead realize posteriormente, então é importante existir uma coerência e uma ponte entre ambas as fases.

Ação: A fase de ação é a fase final do seu conteúdo, em que você deverá pedir ao seu lead para realizar uma ação específica, que pode ser curtir o vídeo, marcar alguém nos comentários, subscrever o canal, subscrever a newsletter, comprar o produto, etc. No entanto, é fundamental que você atribua ao seu lead apenas e somente uma única ação. Se você pedir várias ações, ele muito provavelmente não irá realizar nenhuma.

Com base nessa estratégia, você conseguirá construir roteiros mais eficazes para os seus vídeos e com isso torná-los mais apelativos e captar mais rapidamente a atenção de quem anda pesquisando no YouTube. Veja esse método em ação em um dos meus vídeos:

5) Interaja com seu público

Se alguém comentar um dos seus vídeos, é fundamental que você responda essa pessoa. A interação nos comentários dos seus vídeos é fundamental para conseguir atrair mais gente para comentar, curtir e interagir com os seus conteúdos.

Além do mais, você estará respeitando o tempo que essa pessoa dedicou a comentar o seu trabalho. O mínimo que você pode fazer para retribuir é comentar de volta e agradecer essa pessoa, ou então, envolver-se num debate de ideias dependendo do que essa pessoa comentou.

Isso ajudará você a criar um elevado sentido de comunidade em torno do seu canal no YouTube, o que natural irá resultar num maior de visualizações para o seu vídeo (sim o YouTube tem em consideração a taxa de interação de um vídeo) e também ganhar inscritos para o seu canal a um ritmo mais acelerado.

YouTube Studio - Comentários em vídeos no canal

No YouTube Studio você tem uma aba só para os comentários e dentro dessa aba, você pode filtrar apenas pelos comentários não respondidos. Isso facilita bastante o seu trabalho de envolvimento e interação com a comunidade. Você pode inclusivamente responder essas pessoas diretamente pelo YouTube Studio, sem a necessidade de procurar por esses comentários individualmente nos seus vídeos.

6) Analise os resultados

Acompanhar de perto as métricas do seu canal é fundamental para entender o que está funcionando melhor ou pior com seus vídeos. Existem diferentes tipos de métricas que você precisa acompanhar, por forma a garantir que a sua estratégia de vídeos está funcionando corretamente e que você está impactando o seu público do jeito mais assertivo possível.

Visualizações – O número de visualizações dos seus vídeos é uma métrica importante, no entanto, é fundamental que você esteja conjugando essa métrica com as demais, por forma a entender se o seu público está assistindo a uma boa parte dos seus conteúdos ou não e/ou durante quanto tempo isso acontece.

Tempo de visualização – Essa é para mim uma das métricas mais importantes e que reflecte a qualidade do seu conteúdo. Se o seu público assiste a uma média de 20 segundos de um vídeo seu de 5 minutos, algo de errado está acontecendo e possivelmente o seu conteúdo não está bem estruturado (ver o método AIDA de criação de conteúdos acima).

Duração média de visualização – Esta métrica serve para você entender quanto tempo o seu público está passando em média assistindo os seus conteúdos de vídeo. Quanto maior o tempo médio de visualização, melhor a qualidade do seu conteúdo.

Inscritos – Os inscritos no seu canal também são uma importante referência. Mas para ganhar inscritos rapidamente, você precisa primeiro pensar na qualidade dos seus conteúdos. O que vai fazer você ganhar inscritos é sempre a qualidade, frequência e consistência do seu conteúdo.

Taxa de cliques de impressões – Sempre que o seu vídeo é apresentado nos vídeos sugeridos do YouTube, ele está gerando impressões, ou seja, ele está sendo exibido como uma sugestão para aquele utilizador. A taxa de cliques é o cálculo de quantas pessoas clicam nos seus vídeos quando estes são exibidos nas pesquisas e vídeos relacionados do YouTube. Uma baixa taxa de cliques é sinónimo de que você precisa trabalhar melhor os seus thumbnails e títulos.

Média de visualização por visitante – Esta métrica é importante e reflecte a importância da frequência e consistência do seu conteúdo. Esta métrica determinada quantos vídeos em média cada visitante do seu canal está assistindo numa única visita. Quanto maior é este número, melhor. Significa que você tem vários conteúdo relevantes que prendem o seu público.

Ativar notificações – Neste métrica você consegue saber a quantidade de pessoas que está ativando as notificações (notificações do sino) para ser notificada de cada vez que você publica um novo conteúdo. Esta é uma métrica super importante porque ela reflecte a fidelização do seu público ao seu canal do YouTube.

7) Faça testes o tempo todo

Embora possa parecer cliché, a realidade é que os testes são fundamentais para que você entenda o que funciona melhor ou pior para o tipo de público que você tem no seu canal do YouTube. É importante você testar diferentes tipos de thumbnails, diferentes tipos de vídeos, diferentes durações de vídeos, diferentes frequências de publicação, etc.

Isso vai dar a você uma maior bagagem no entendimento de quem é o seu público e como ele reage a cada uma dessas modificações. Se você está fazendo vídeos curtos de 2 a 4 minutos, talvez seja interessante você testar vídeos um pouco mais longos de 5 a 10 minutos para entender se o seu público consome o seu conteúdo durante mais tempo, por exemplo.

Se a sua taxa de cliques para impressões está baixa, talvez seja interessante você testar diferentes thumbnails que possam atrair mais a atenção do seu público e se destacar mais rapidamente no meio de tantos vídeos sendo sugeridos pelo próprio YouTube.

Testar é fundamental e você perceberá isso a partir do momento que criar um canal no YouTube.

Como ganhar dinheiro no YouTube?

O YouTube tem disponível também um programa de parceiros que permite você monetizar os seus vídeos com exibição de publicidade. Possivelmente você já viu publicidade no início dos vídeos no YouTube ou até mesmo publicidade de imagem (banners) aparecendo nos vídeos enquanto você está assistindo um determinado conteúdo no YouTube.

Pois bem, enquanto autor de um canal no YouTube, você tem a possibilidade de exibir também publicidade nos seus vídeos e ser pago por isso. O valor pago pelo YouTube é variável consoante o tipo de anunciante, número de cliques gerados na publicidade, etc. Em média, o YouTube está pagando entre $0.25 e $4.50 por cada 1.000 visualizações um vídeo.

O que isto significa é que é bem provável que não compense financeiramente para você produzir conteúdos para o YouTube como forma de ganhar dinheiro. Se você pensar que está gerando 10.000 visualizações de vídeos por mês, você ganhará algo em torno de $2.5 e $45. Para um canal que esteja gerando em média 100.000 visualizações por mês, ele estará ganhando entre $25 e $450.

O programa de parceiros do YouTube é essencialmente interessante para um canal no YouTube que consiga gerar milhões de visualizações todos os meses, como é o caso do Felipe Neto, Whindersson Nunes, Porta dos Fundos, entre vários outros.

Para ativar a monetização dos seus vídeos e começar a ganhar dinheiro no YouTube, você precisa cumprir algumas regras:

  • Ter 1.000 inscritos no seu canal no YouTube;
  • Ter 4.000 horas de conteúdos assistidos nos últimos 12 meses;
  • Não violar nenhuma regra ou política do YouTube com o seu canal, ou seja, não receber nenhuma denúncia feita por utilizadores e nem enviar SPAM;
  • Ter uma conta do Google AdSense vinculada para receber os pagamentos.

Todos que atingirem o limite mínimo poderão se inscrever no programa de parceiros do YouTube. A partir desse momento, o seu canal irá passar por um processo de análise criteriosa por parte da equipe do YouTube, que terá em consideração vários itens, nomeadamente:

  • Verificar se o seu canal no YouTube segue todas as políticas e diretrizes.
  • Verificar se o seu canal no YouTube tem pelo menos mil inscritos e quatro mil horas de exibição públicas válidas.
  • Verificar se você aceitou os termos do Programa de Parcerias do YouTube.
  • Verificar se você tem uma conta do Google AdSense vinculada para receber os seus pagamentos.

Cumprindo com todos esses itens, o seu canal do YouTube será aprovado no programa de parcerias e você poderá habilitar a exibição de anúncios nos seus vídeos do jeito que achar mais conveniente. Você pode inclusive desativar a monetização em apenas um vídeo especificamente se isso fizer sentido na sua estratégia de criação de conteúdos.

Preparado para criar um canal no YouTube e ganhar inscritos rapidamente?

Se você chegou até aqui, possivelmente isso significa que você está preparado para criar um canal no YouTube e começar a ganhar inscritos rapidamente por meio de uma boa estratégia de conteúdos. O YouTube é uma ferramenta super poderosa e você precisa estar presente com uma boa estratégia de conteúdo em vídeo.

Não é ciência espacial. É foco, compromisso, dedicação, persistência e muito conteúdo de qualidade que fazem a diferença entre quem tem sucesso no YouTube de quem não tem assim tanto sucesso.

Nunca se esqueça que utilizar o YouTube para depositar os vídeos da sua empresa ou negócio, está longe de ser uma estratégia de conteúdo para YouTube. E provavelmente você até já se tinha dado conta disso.

Boa sorte na criação do seu canal e/ou na utilização das estratégias de criação de conteúdo deste artigo. Tenho a certeza de que o seu canal no YouTube vai crescer rapidamente e acumular milhares de inscritos quando você decidir olhar para ele como uma ferramenta de trabalho!

Um Abraço!
Paulo Faustino


Academia de Marketing Digital




Marketing Digital & Vendas
por apenas 15€ / R$79 por mês.
Leia também esse artigo:

Como escrever e otimizar conteúdo para SEO

Como escrever e otimizar conteúdo para SEO