Como criar um blog de sucesso – O guia completo

Receba minhas atualizações em seu email




Quando falamos de marketing digital, uma das perguntas mais frequentes é “como criar um blog de sucesso?“. Quando comecei a criar meus primeiros blogs em 2007, a internet e a chamada “blogosfera”, era algo muito diferente do que temos hoje. A concorrência era menor, o conhecimento disponível também, mas conseguir criar um blog de sucesso ou destacar-se diante dos seus concorrentes era um processo bem mais fácil do que acontece hoje, com milhões de blogs disponíveis trabalhando no sentido de gerar tráfego e competir pelos primeiros lugares da busca orgânica.

No entanto, embora a concorrência exista e seja mais feroz do que nunca, continua existindo espaço para criar um blog e ter sucesso com ele. Na verdade, conteúdo escrito continua sendo fundamental, seja para gerar tráfego, gerar leads ou vendas. Um blog continua fazendo todo o sentido para quem trabalha com marketing digital, sendo uma das melhores formas de ganhar dinheiro na internet, de verdade. Um blog com bom conteúdo, bom tráfego e uma boa estratégia de rentabilização pode fazer a diferença em seu portfólio digital.

Quer você seja um empreendedor digital ou uma empresa, um blog é fundamental em seu estratégia de marketing digital. É impensável nos dias de hoje, não aproveitar o potencial existente num blog, em especial, a geração de tráfego e leads. Ainda que um blog demande muito trabalho e exija alguma consistência e regularidade, você precisa de incluir (quase) sempre um blog em sua estratégia de comunicação digital.

Porque devo criar um blog?

Existem várias razões para você desejar criar um blog, em detrimento de outros formatos de conteúdo existentes. Isto não significa que você não poderá fazer também um canal de vídeos no Youtube, ou manter um podcast, por exemplo. Mas já que estamos falando sobre produzir blogs, é importante você entender o porquê de criar um blog e como isso pode ajudar você e o seu negócio digital a crescer a um ritmo bem acelerado.

Criar um blog aumenta sua autoridade

Criar um blog (e ter sucesso com ele) pode contribuir e muito para o crescimento da sua autoridade em seu nicho de mercado. Quando comecei meu primeiro blog em 2008, ele me ajudou muito a promover minha autoridade sobre determinados assuntos, já que as pessoas que liam meus conteúdos, interpretavam esses textos como sendo de alguém que realmente entende do que está escrevendo. Essa autoridade levou-me a conceber o evento Afiliados Brasil e mais alguns negócios, que possivelmente não teria desenvolvido se não tivesse mantido o meu blog durante tantos anos.

Criar um blog ajuda a vender

Um blog é determinante para ajudar a vender seja o que for. Da mesma forma que um blog pode fazer maravilhas pela sua autoridade, também o poderá fazer pelas suas vendas. Se você mantiver um blog durante algum tempo, você perceberá que os leitores que vai fidelizando pelo caminho compram qualquer coisa de você. Um blog ajuda muito a criar ligações fortes com outras pessoas e isso é extremamente poderoso quando se pretende vender algo. Logicamente, a qualidade do seu produto precisa condizer com as expectativas do seu público, caso contrário, poderá criar frustração e afastar seus leitores.

Criar um blog ajuda você a ser encontrado

Quando comecei a trabalhar com blogs em 2008, era um perfeito desconhecido nessa área, tanto em Portugal quanto no Brasil. Na realidade, nunca tinha mantido qualquer tipo de contato com o Brasil, muito menos me imaginava viajando de Portugal para o Brasil com a frequência com que o faço nos dias de hoje. Isso aconteceu porque meu conteúdo foi encontrado por outros blogs e leitores brasileiros, que começaram a indicar os meus conteúdos. Eu vi uma oportunidade nisso, e comecei a produzir meus conteúdos direcionados ao público brasileiro.

Se você imaginar que pode ser encontrado por ser um especialista em marketing digital quando alguém digitar isso no Google, as oportunidades que essa visibilidade dará a você são absolutamente incríveis. Um blog tem o poder de ajudar você a ser encontrado, de uma forma que outros formatos de conteúdo não permitem, e isso é uma vantagem competitiva incrível.

Criar um blog ajuda a educar seu público

Um blog tem o poder de ajudar você a educar seu público. Se você imaginar que, diariamente, milhões de pessoas em todo o mundo procuram por soluções para os seus problemas realizando uma simples busca no Google, isso é uma oportunidade de negócio incrível. Todos procuram por soluções no Google, e você poderá ser a pessoa certa para esclarecer e educar seu público a respeito de um ou vários assuntos.

Criar um blog ajuda a melhorar sua capacidade de comunicação

Ao contrário do que muita gente pensa, um blog também pode ser um excelente exercício psicológico. Escrever e ler seus próprios conteúdos ajudam a melhorar suas capacidades de comunicação, a qualidade da sua escrita, a sua capacidade de raciocínio e, logicamente, te auxilia a estudar e a aprofundar diversos temas. Sempre que você pretende escreve sobre um determinado assunto, você também faz algum trabalho de pesquisa, o que faz com que estude, leia e se informe antes de produzir seus próprios textos.

Como criar um blog de sucesso?

Como criar um blog de sucessoQuando falamos sobre criar um blog de sucesso, são vários os caminhos que você pode optar por seguir. Existem blogs de sucesso em várias áreas, em várias plataformas, desenvolvidos em várias tecnologias e até escritos em várias línguas. Existem blogs com um excelente tráfego orgânico, blogs com muito tráfego de mídias sociais, etc. De fato existem muitos caminhos que você poderá percorrer para criar o seu blog de sucesso, no entanto, no que à parte técnica diz respeito, você terá forçosamente de se dedicar e cumprir com pelo menos o mínimo. A diferença entre um blog de sucesso e um blog sem sucesso normalmente está na quantidade de tráfego que cada um deles recebe.

Mais importante que o layout do seu blog ser bonito, ou o seu conteúdo ser grande e extremamente bem escrito, você precisará ter uma estratégia. Criar e alimentar um blog é algo que além de ser extremamente exigente (mais de 90% dos blogs não duram mais de 12 meses), requer uma estratégia e um bom planejamento, como qualquer outro negócio digital. Sem um planejamento e uma estratégia bem definidos, você acabará por desistir no meio do caminho e fará parte dessa estatística que falei anteriormente.

No entanto, caso você seja persistente e consiga seguir os vários passos descritos neste artigo, seu caminho ficará bem mais fácil e você conseguirá com toda a certeza chegar lá e ganhar uma boa grana com o seu trabalho. Acredite que, além disso, um blog dará a você uma autoridade e visibilidade incríveis, que você poderá canalizar para diferentes outros projetos ou capitalizar futuros empreendimentos que deseje construir.

Preparei vários assuntos que são fundamentais para você se sair bem e facilitar seu trabalho. Criar um blog de sucesso não é uma ciência complexa. Você só precisa entender como tudo isso funciona e o que você realmente precisa fazer e de que jeito fazer. Preparado?

1. Escolha seu nicho de mercado

Quando falamos de nichos de mercado, a realidade é que existem milhares de oportunidades incríveis no mundo digital e só depende de você escolher um desses temas e preparar uma estratégia para entregar um conteúdo diferenciado e rentabilizar esse tráfego. Se você não sabe como encontrar nichos de mercado, recomendo que você leia meu artigo sobre como encontrar nichos de mercado lucrativos.

Mais importante que você escolher um bom nicho, você precisará escolher um nicho onde você se sinta confortável, tanto do ponto de vista de um autor que produz conteúdo, quanto de um aluno que aprende diariamente sobre o assunto. Partindo do princípio de que ninguém sabe tudo, além de você ensinar algo, você certamente também irá aprender. Caso você escolha um assunto que não domina ou que não gosta assim tanto, é bem provável que a longo prazo, a frustração comece a se apoderar de você.

Como criar um blog de sucesso - Categorias populares

De acordo com esse estudo da Wpromote, essas são as categorias mais populares em blogs. Fica fácil entender que existe muito menor concorrência em blogs sobre economia do que em blogs sobre música, moda ou automóveis. Olhando para esses tópicos, você já terá uma ideia do que será um nicho concorrencial e um nicho não tanto concorrencial. Obviamente, esses valores mudam bastante de um país para outro; no entanto, o princípio básico é semelhante. Se você gosta de música, mas também curte fitness, talvez a segunda opção seja mais interessante para você trabalhar, dado que existe uma concorrência bem menor.

Tenha especial atenção ao seu nicho de mercado, porque alguns nichos são realmente muito difíceis e com uma competição bem feroz, como é o caso dos blogs sobre viagens. Esse é um dos nichos mais concorridos e onde é mais difícil você ter sucesso com seu blog.

2. Escolha a plataforma

Existem diversas plataformas no mercado para criação de blogs. Provavelmente você até conhece algumas, como o Blogger, WordPress.com, Tumbler, WordPress.org, entre outras. Depois existem também as plataformas híbridas, como as notas do Facebook, o LinkedIn Pulse, o Medium, entre outros meios que permitem a criação e a divulgação de conteúdo escrito, áudio e vídeo. Na realidade, existem muitas outras plataformas e CMS (sistema de gerenciamento de conteúdo), mas você entenderá que uma boa parte delas não irá permitir gerenciar e trabalhar todo o potencial do seu blog.

  • Blogger – A plataforma Blogger é a mais antiga do mundo. Foi criada em agosto de 1999 pela Pyra Labs e comprada pelo Google em 2003. Ainda continua sendo uma das maiores plataformas de blogs do mundo e normalmente é onde os principiantes começam a criar os seus primeiros blogs. No entanto, a plataforma é super limitadora e você sentirá grandes dificuldades para escalar o seu blog usando o Blogger. Não recomendo que você opte por essa solução.
  • WordPress.com – O WordPress.com é hoje a maior plataforma de blogs do mundo. A tecnologia do WordPress é utilizada em mais de 28% de todos os projetos criados na internet. Contudo, o WordPress.com é muito semelhante ao Blogger, ou seja, é uma plataforma própria, da empresa Automattic, onde você pode criar um blog gratuitamente. Ela é igualmente limitadora e você sentirá grandes dificuldades para escalar o seu blog no futuro, uma vez que não permite uma customização avançada. Não recomendo que você opte por essa solução.
  • WordPress.org – No WordPress.org você encontra o core do gerenciador de conteúdos do WordPress para instalar numa hospedagem própria. A grande maioria dos blogs de sucesso em todo o mundo usam o WordPress. Se você quer criar um blog de sucesso, você precisa usar o WordPress.org, instalar ele num servidor de hospedagem e começar a criar seus conteúdos. Essa é de longe a melhor opção a longo prazo. Recomendo que você opte por essa solução!

Essas são as três principais plataformas para criação de blogs na internet. O WordPress.org é de fato a opção mais escalável e com a qual você tem a maior liberdade para criar e customizar seu blog, quer seja para oferecer uma usabilidade e uma experiência de navegação diferenciadas, para você rentabilizar seus conteúdos da forma mais correta possível ou para produzir seu próprio layout e usar o poder do gerenciador de conteúdos do WordPress a seu favor.

Este artigo que você está lendo foi criado usando o WordPress. Aliás, o meu site e o meu blog utilizam a tecnologia do WordPress.org, facilitando muito a criação de conteúdos. Além do mais, o WordPress é de longe o mais fácil de utilizar e também aquele que oferece um nível de customização muito maior, o que me permite escalar mais rapidamente.

Ao longo deste artigo, irei explicar a você como criar um blog de sucesso usando o WordPress.org passo-a-passo. Caso você não se sinta confortável, porque não domina todas as ferramentas, aconselho que procure por um desenvolvedor web. Com um investimento baixo, você conseguirá criar algo realmente muito bom.

3. Escolha o seu domínio

Antes de instalar o WordPress numa hospedagem, você precisa decidir qual domínio usar em seu projeto. Partindo do princípio de que já escolheu o seu nicho de mercado e também já entendeu as vantagens de usar o WordPress.org, você vai escolher um domínio para o projeto. Um domínio é o nome do seu projeto na internet, sendo que domínios podem ter diferentes extensões, como por exemplo, “.com.br”, “.com”, “.net”, etc.

Ao contrário do que a grande maioria das pessoas acha, as extensões não são todas iguais e não servem todas ao mesmo propósito. Por exemplo, uma extensão do tipo “.com.br” é chamada de ccTLD (country code top-level domain ou, em português, domínio de topo de código de país). Isso significa que essa extensão é automaticamente associada ao país Brasil. Da mesma forma que um domínio com extensão “.pt” é associado automaticamente ao país Portugal.

Como criar um blog de sucesso - Domínio de país no Search Console

Uma das coisas que pouca gente pensa é que um domínio “.com.br” é reconhecido automaticamente pelo Google como sendo um domínio de topo do Brasil. Ele automaticamente irá definir que esse blog tem como prioridade atrair tráfego do Brasil. Inclusive no Search Console do Google, você não consegue mudar o país-alvo do seu blog, o que significa que a prioridade desse blog é rankear no Google Brasil.

Como criar um blog de sucesso - Domínio internacional no Search Console

Já quando se trata de um domínio com extensão internacional do tipo “.com”, “.net”, “.org”, etc., é considerado um gTLD, ou seja, um domínio de topo generalista. Para esse tipo de domínio, você já consegue na Search Console definir a segmentação internacional e em qual país você deseja segmentar usuários. Se você escolher os Estados Unidos, você estará dizendo ao Google que sua prioridade é indexar seus conteúdos no Google.com.

Em ambas as situações, isso não significa que o seu blog e os seus conteúdos serão indexados somente nessa versão do buscador do Google. Nada disso! Na realidade, seus conteúdos serão indexados também no Google.pt ou em outras versões locais do buscador. O rankeamento é feito por diversos fatores, incluindo seus backlinks, o que significa que você poderá receber backlinks de Portugal, e seus conteúdos ficarem até bem posicionados no Google.pt, mesmo você tendo um domínio com a extensão “.com.br”.

Registro.br de domínios

Caso você pretenda registrar um domínio do tipo “.com.br”, recomendo usar o Registro.br para isso. Caso seu objetivo seja criar um blog para o Brasil, uma extensão desse tipo poderá fazer bastante diferença, ainda que não seja tecnicamente uma vantagem. É possível conseguir o mesmo nível de rankeamento com um domínio “.com”. Para fazer um blog de sucesso no Brasil, não necessariamente você precisa registrar um domínio “.com.br”. Durante vários anos mantive o meu blog EscolaDinheiro.com com um alto tráfego orgânico no Brasil.

Registro de domínio no Brasil

Se você realizar uma busca no Registro.br pelo nome de domínio que você deseja, o sistema automaticamente irá avisar você se esse domínio está disponível para compra ou não. O processo de compra é bem simples. Ao contrário do que acontecia alguns anos atrás, o Google já não prioriza domínios que contenham a palavra-chave. Isso significa que você poderá ter sucesso com qualquer tipo de domínio, em qualquer tipo de nicho de mercado.

A escolha de um bom domínio hoje, é feita essencialmente pelo reconhecimento do nome. Um nome simples e fácil de relembrar é extremamente importante numa estratégia de marketing digital em longo prazo, portanto, capriche na escolha do seu domínio, para que ele seja entendido pelo seu público mais facilmente. Evite também conjugações de palavras que terminam e começam com a mesma letra, como por exemplo “saudeemagrecer.com.br”. A junção das duas letras “e” pode tornar o reconhecimento do seu nome de domínio mais difícil para o seu público.

Algumas ideias para você escolher corretamente o domínio para o seu blog:

  • Nome pessoal vs Nome de negócio – Você está lendo este artigo no meu blog, que tem como domínio o meu nome. No entanto, caso você pretenda entrar num nicho de mercado unicamente com o propósito de criar um projeto rentável, essa opção poderá não fazer sentido para você. Decida se você pretende trabalhar sua marca pessoal/profissional ou então se você procura algo relacionado com o seu nicho em particular.
  • Facilidade de escrita – Um domínio precisa ser o mais objetivo e simples de escrever possível. Não use um domínio complexo, que alguém possa escrever errado e ir parar num outro site. Um domínio como EscolaDinheiro.com, por exemplo, era extremamente objetivo e simples de memorizar. Já um domínio como EscolaDeGanharDinheiroNaInternet.com não seria.
  • Domínio curto – Quanto mais curto ou menor o seu domínio for, mais memorável ele será. Sempre que possível, opte por um domínio pequeno, mas objetivo.
  • Cuidado com as marcas registradas – Se você pretende criar um blog para escrever sobre Facebook, não use a palavra “Facebook” em seu domínio. O mesmo acontece com o Google, Apple e muitas outras empresas que têm marcas registradas. Evite ao máximo a utilização de nomes que estejam registrados, pois essas empresas acabarão por exigir que você mude seu nome de domínio.
  • Evite números e hífens – Evite ao máximo a utilização de números e hífens em seu domínio. Isso irá confundir as pessoas e tornar mais difícil explicar seu domínio. Além do mais, um domínio do tipo “Escola-Dinheiro.com” não fica bonito e a grande maioria dos seus leitores irá digitar seu domínio sem hífen e você perderá leitores para seus concorrentes.

4. Escolha sua hospedagem

Para criar um blog de sucesso, um dos aspectos mais importantes é sua infraestrutura. Infelizmente, ainda existem muitos profissionais que não optam pela melhor infraestrutura técnica para seus projetos e isso poderá se revelar um problema sério quando o assunto é tráfego e permanência online. O que não falta no Brasil não serviços de hospedagem para blogs com um péssimo serviço de atendimento. Se a isso juntarmos o fato de o seu blog não poder estar offline um único minuto, então a solução passa certamente por uma hospedagem internacional.

A vantagem de você usar um serviço de hospedagem internacional, além da escalabilidade, é certamente pela qualidade do serviço e também pelo preço. Se você apostar numa hospedagem premium, você pagará uma fração do preço de uma hospedagem no Brasil e ainda terá acesso a um suporte de altíssimo nível e recursos técnicos super avançados.

Uma das empresas mais bacanas e que eu indico para quem ainda não tem hospedagem é a Blue Host. O próprio WordPress recomenda a Blue Host como empresa de hospedagem para quem deseja criar um blog usando o WordPress.org. Portanto, você tem a garantia de que a empresa é realmente muito boa e oferece um serviço de altíssimo nível, assegurando recursos e um preço muito atrativo. A Blue Host também hospeda mais de 2 milhões de sites e blogs em todo o mundo, o que certamente é sinal da competência e qualidade do seu serviço.

Criar um blog - Blue Host hospedagem

A Blue Host, inclusive, oferece um plano de hospedagem específico para quem deseja criar um blog com o WordPress.org, no qual você poderá ter acesso a um nome de domínio gratuitamente, um certificado de segurança SSL, suporte 24/7 da equipe da Blue Host e ainda instalar seu blog com apenas um clique. Tudo isso por apenas $3.95 dólares por mês, o que dá R$13 mensais por um serviço de hospedagem altamente profissional.

Naturalmente, existem muitas outras empresas de hospedagem que você poderá contratar para hospedar o seu futuro blog. No entanto, quando for escolher qual empresa contratar, tenha em consideração diversos aspectos importantes, que poderão fazer uma diferença muito grande no futuro, especialmente se o seu blog crescer e se tornar popular. Estas são as principais coisas que você deverá avaliar antes de escolher sua hospedagem:

  • Preço – Obviamente, o preço não é o fator mais importante. Escolha uma hospedagem para o seu blog que ofereça a você um serviço de alto nível independentemente do preço. Tem vários serviços de hospedagem no mercado, super acessíveis, em que você passa o tempo todo tentando resolver problemas ou entender porque seu blog está novamente offline. Você não vai querer passar por isso certamente. Uma boa empresa de hospedagem irá te livrar dessa preocupação, acredite!
  • Recursos oferecidos – Tenha especial atenção aos recursos oferecidos pela empresa para hospedar seu blog, principalmente a quantidade de sites que você poderá ter nesse serviço de hospedagem, a quantidade de espaço disponível no disco do servidor para hospedar arquivos, a largura de banda oferecida, contas de e-mails e bancos de dados que você poderá criar, etc. Todos esses recursos são importantes, porque você vai criar um blog hoje que terá pouco tráfego, mas que amanhã precisará de mais recursos.
  • Suporte – A qualidade do suporte oferecido é algo primordial a considerar, especialmente quando der algum problema ou você precisar fazer algo com sua hospedagem e não souber como. Analise corretamente o tipo de suporte oferecido pela empresa e procure por críticas no Google. Mas fique atento, uma vez que todas as empresas dizem que oferecem um suporte de alto nível, mesmo quando isso não acontece.
  • Cpanel – O Cpanel é um painel de controle usado na grande maioria dos serviços de hospedagem e que permite a você instalar recursos, contas de e-mail, bancos de dados, etc. Escolha uma hospedagem que ofereça Cpanel, uma vez que isso irá facilitar imenso o seu trabalho no longo prazo e tornar suas tarefas bem mais simples de cumprir.
  • Instalação do WordPress com 1 clique – Muitos serviços de hospedagem oferecem a funcionalidade de “1-click install“, que é basicamente uma funcionalidade que permite instalar o WordPress e outros recursos com apenas um clique, sem necessidade de fazer o passo-a-passo de toda a instalação, criação de banco de dados, etc. Empresas como a Blue Host oferecem esse tipo de funcionalidade, poupando muito tempo na criação de sites e blogs em WordPress.

Acima de tudo, procure por uma empresa confiável e que ofereça um serviço de qualidade por um preço justo.

5. Instalando o WordPress

Partindo do princípio de que você já comprou sua hospedagem, você está mais perto de criar um blog em WordPress. Para instalar o WordPress em seu servidor de hospedagem, recomendo que utilize o serviço de instalação em um clique. Isso facilita o seu trabalho e você não precisará entender um monte de coisas totalmente desnecessárias, como a criação de bancos de dados, permissões de escrita em arquivos, etc. A instalação e configuração de um blog em WordPress pode ser bastante confusa para quem nunca mexeu com essas coisas, muito menos com um software de FTP (protocolo de transferência de arquivos).

Recomendo que você assista a esse vídeo da Blue Host, que explica o passo-a-passo de como instalar o WordPress em apenas um clique. O aspecto do painel de controle poderá mudar conforme a empresa que você escolher para hospedar seu blog, mas em termos gerais, será basicamente o mesmo processo.

Se você preferir instalar o WordPress manualmente, criando o banco de dados e todas as permissões, também é válido. Para facilitar o seu trabalho, veja este passo-a-passo de como instalar seu blog WordPress em sua hospedagem:

Faça o download do WordPress

Vamos começar fazendo o download do WordPress do site oficial https://br.wordpress.org/. O WordPress é um software open source e gratuito. Clique no botão para fazer o download da última versão do WordPress. Recomendo baixar a versão .zip. Você também não precisa fazer o registro no site para o download, e os arquivos são seguros de serem utilizados. Fique tranquilo!

Como criar um blog - Baixar o WordPress

Depois de instalar o WordPress, você não precisará mais baixar esses arquivos. As atualizações ao software serão realizadas de forma automática e/ou através do seu painel de controle do WordPress. No entanto, sempre que você desejar criar um blog novo, você terá de baixar esses arquivos e repetir esse processo.

Descompactar os arquivos

Agora que você baixou o WordPress, você precisa descompactar esse arquivo para ter acesso aos arquivos e pastas que compõem esse software do WordPress. Todos esses arquivos têm uma função.

Criar um Blog - Arquivos do WordPress

Todos esses arquivos que compõem o WordPress são necessários ao bom funcionamento do sistema. No entanto, existe um arquivo em particular que você precisará mudar o nome. Esse arquivo é o “wp-config-sample.php”. Você precisará renomear esse arquivo para “wp-config.php”. Basta editar o nome do arquivo. Nessa fase você não precisará abrir o arquivo e editar o seu conteúdo.

Se você comprou sua hospedagem com Cpanel, você deve ter recebido em seu e-mail os seus dados de acesso ao Cpanel da sua conta de hospedagem. Você precisará agora entrar no Cpanel da sua conta de hospedagem para depois ir no gestor de arquivos e subir todos esses arquivos do WordPress diretamente para o seu servidor.

Como criar um blog - Painel de controle

Ao entrar no Cpanel, você terá um painel de controle semelhante a esse. Pode acontecer de você ter acesso a uma versão do Cpanel menos atual e por isso o aspecto ser ligeiramente diferente, no entanto, os recursos disponíveis são exatamente os mesmos, ok? Procure pela opção “Administrador de arquivos” ou “File Manager”, caso você esteja numa versão em inglês do Cpanel e clique para acessar o FTP do seu site, onde você poderá carregar os arquivos do WordPress.

Criar blog - Pasta public_html

Ao entrar no administrador de arquivos, deverá procura pela pasta “public_html”. Esta pasta representa tudo aquilo que é visualmente público no endereço do seu blog na internet. Tudo o que você carregar para dentro dessa pasta, aparecerá automaticamente na home do seu domínio principal.

Criar blog - Carregar ficheiros via FTP

Dentro da pasta “public_html”, sugiro você clicar no botão de “Upload” ou “Carregar” para fazer o upload de todos arquivos referentes ao seu WordPress. Basicamente, você estará subindo todos os arquivos para dentro da pasta pública da sua hospedagem e, dessa forma, ficaremos mais próximos de criar um blog em WordPress. No entanto, fica faltando a criação do banco de dados para comunicar com o WordPress e armazenar toda a informação referente aos seus conteúdos, que é o passo seguinte.

Criar o banco de dados e usuário

Criar Banco de Dados

Ainda dentro do painel de controle do Cpanel, clique na opção “MySQL Databases” ou “Banco de Dados MySQL” para iniciar a criação do seu banco de dados. Um banco de dados é composto por um banco de dados e um usuário. O usuário tem permissões sobre o banco de dados para conseguir escrever e ler os conteúdos nesse mesmo banco de dados.

Criar banco de dados novo

O primeiro passo é criar seu novo banco de dados. O nome do banco de dados utiliza sempre o prefixo do nome da sua conta de hospedagem, seguido daquilo que você desejar. No exemplo da imagem em cima, o nome do banco de dados ficaria “homconqu_blogbr”. Digite o nome do banco de dados, sem acentuação e clique em “Create Database”. Guarde o nome do banco de dados num ficheiro de texto, porque irá necessitar dele mais à frente.

Criar usuário para banco de dados

E seguida, crie o usuário que vai gerenciar o banco de dados, escrever nele e ler o conteúdo que consta nele. O nome de usuário também usa o prefixo do nome da sua conta de hospedagem, seguido do texto que você desejar. No entanto, o usuário precisa de uma senha forte também. Na criação do usuário, existe um botão “Password Generator” para ajudar você a criar uma senha forte para esse usuário. Sugiro guardar tanto a senha quanto o nome do usuário num ficheiro de texto, porque iremos necessitar dessas informações mais adiante.

Adicionar usuário ao banco de dados

Logo após, precisamos associar o usuário ao banco de dados. Basta selecionar o usuário criado e o banco de dados e clicar no botão “Adicionar”.

Permissões do usuário no banco de dados

Por fim, precisamos atribuir os privilégios desse usuário, que no caso são todos, ou seja, criar, editar, remover, etc., conteúdo desse banco de dados. Clique no botão “Make Changes” para efetivar essas alterações e essa parte fica resolvida.

Editar o ficheiro wp-config.php

Para terminar a configuração do WordPress e iniciar a instalação dele, só falta editar o ficheiro wp-config.php que falei inicialmente. Embora já tenha carregado esse ficheiro para o servidor, iremos necessitar de o editar e voltar a subir. Como você provavelmente ainda tem os ficheiros do WordPress que subiu inicialmente para a sua hospedagem, abra a pasta e edite o ficheiro wp-config.php para preencher nele o nome do banco de dados, usuário e senha. Só dessa forma conseguiremos instalar o WordPress.

Editar ficheiro wp-config.php

Editando o ficheiro wp-config.php, só precisará preencher os dados que aparecem entre pelicas: “nome_do_banco_de_dados_aqui”, “nome_de_usuario_aqui” e “senha_aqui”. Edite esse três campos com as informações do banco de dados e usuários, grave o ficheiro no mesmo formato e com o mesmo nome, ou seja, wp-config.php e volte a carregar o ficheiro para a sua hospedagem, substituindo o ficheiro inicialmente carregado.

Finalizar a instalação do WordPress

Por último, você precisa terminar a instalação do WordPress. Depois de subir novamente o arquivo wp-config.php para o seu servidor, você deverá digitar o endereço URL do seu novo blog para terminar a instalação do WordPress. Se você tiver seguido corretamente todos os passos, será apresentada a página de finalização da instalação do WordPress e você terá finalmente criado o seu blog. A página será semelhante a esta:

Criar blog - Instalar WordPress

Agora você só precisa dar um título ao seu blog, criar um nome de usuário para acessar o backoffice do seu blog, criar uma senha forte e digitar o seu endereço de e-mail para receber as notificações do WordPress sempre que houver algo de importante com seu blog. Se você estiver começando, recomendo ativar a caixa “Evitar que mecanismos de busca indexem este site” até ter o seu blog minimamente pronto e corretamente estruturado.

6. Escolha seu tema preferido

Se você é um usuário iniciante e nunca trabalhou com o WordPress, possivelmente o painel de controle do seu novo blog poderá parecer um pouco complexo, no entanto, sua curva de aprendizagem será bem rápida, acredite. Em pouco tempo você estará tão acomodado com esse dashboard do WordPress que terá dificuldade para trabalhar com outros softwares ou gestores de conteúdos.

Criar blog - Dashboard do WordPress

Do lado esquerdo, você tem todos os menus de navegação do WordPress. Tudo o que é possível de gerenciar no WordPress está nesses menus do lado esquerdo. Se você desejar adicionar um novo template para criar um blog diferenciado, recomendo ir no separador “Aparência > Temas” para pesquisar por um layout que faça mais sentido para você e para o projeto que pretende criar.

Criar um blog - Adicionar novo tema

Se você já tem uma ideia do tipo de template que deseja e/ou gostaria de criar um blog com um tema específico, tenha em consideração que o WordPress também previu esse tipo de situação com os seus filtros avançados de pesquisa.

Criar um blog - Pesquisar temas WordPress

Você poderá clicar no menu “Filtro de características” e definir que tipo de template você está pesquisando para criar o seu blog. Existem centenas de milhares de diferentes temas para WordPress. Não existe uma regra quanto ao tipo de tema que você deverá usar para criar um blog de sucesso. Existem blogs super bem sucedidos usando todo o tipo de temas, portanto, isso não será um problema. Escolha um layout com que você se identifique e, principalmente, que você considere o layout ideal para o estilo de público que o seu blog irá atrair.

Criar um blog - Filtrar temas WordPress

Depois de você ativar um ou vários desses filtros, você terá acesso a vários temas gratuitos para WordPress, desenvolvidos pela comunidade. Você poderá escolher qualquer um dos temas e ativá-lo em seu novo blog.

O seu blog irá apresentar automaticamente o template que você selecionou e agora você precisará apenas de fazer as configurações necessárias para que ele fique do jeito que você deseja. Aconselho-o a trabalhar em parceria com um desenvolvedor web que possa te ajudar a configurar seu layout corretamente e realizar alguma alteração que você considere importante. Se você for um usuário iniciante, é bem provável que não entenda como tudo isso funciona e quais as possibilidades de configuração existentes.

Se você preferir usar um tema pago para WordPress, existem várias empresas sérias no mercado comercializando temas bem bacanas. Existem duas empresas que gosto particularmente e recomendo a qualquer pessoa que deseja comprar um tema pago para WordPress:

7. Crie conteúdos épicos

Já aqui falei por inúmeras vezes da importância do marketing de conteúdo. Uma boa parte do segredo de um blog está na qualidade dos seus conteúdos. Se você pretende criar um blog de sucesso, saiba que seus conteúdos precisam ser épicos. Fazer o que os seus concorrentes estão fazendo não agrega valor absolutamente nenhum ao seu blog. Se você está fazendo igual, porque razão as pessoas deixariam de ler os conteúdos do seu concorrente para passarem a ler seus conteúdos? Não faz sentido!

Como diria o Albert Einstein, se você estiver sempre fazendo as mesmas coisas, você não pode esperar resultados diferentes. A realidade é que os resultados diferentes só aparecem quando você começa fazendo as coisas de uma forma diferente também. Isso significa encontrar falhas e lacunas no mercado e preencher essas necessidades com conteúdo épico, que resolva boa parte dos problemas dos seus usuários.

Uma das formas de criar conteúdos épicos passa por você encontrar tópicos interessantes sobre os quais escrever. Se você conseguir encontrar necessidades em seu mercado, terá maiores chances de ser bem sucedido. Independentemente de você escrever conteúdos, criar vídeos, gravar podcasts, ou usar um outro formato de conteúdo qualquer, a realidade é que precisará criar conteúdos inovadores e que vão ao encontro das necessidades do seu público. Para criar bons conteúdos, você precisará seguir os seguintes passos:

  • Entender a sua audiência e as suas necessidades e frustrações;
  • Escrever conteúdos profundos que esclarecem absolutamente tudo sobre os assuntos abordados;
  • Criar um calendário editorial para os seus conteúdos.

Sem uma boa estratégia e um bom planejamento, será muito difícil conseguir criar um blog de sucesso em qualquer área. Planejamento sempre é importante, ainda para mais na criação de um blog, em que existe um comprometimento com a escrita e a produção de conteúdos. Se analisar os cases de sucesso no Brasil, você irá entender que tanto blogs, quanto canais de Youtube, por exemplo, têm um comprometimento grande com o seu público. A Porta do Fundos promete dois vídeos por semana, em dias específicos, a Kéfera Buchmann a mesma coisa, etc. Todos eles trabalham com planejamento de conteúdo.

Algumas estratégias para você desenvolver ideias para novos artigos:

  • Espie seus concorrentes – Entender o que os seus concorrentes estão fazendo e a forma como eles estão fazendo, pode ser um tremendo diferencial em sua estratégia de conteúdo. Ferramentas como o SemRush ajudam a espiar seus concorrentes e entender quais conteúdos geram mais tráfego para eles. Crie um conteúdo melhor, mais relevante e que solucione mais eficazmente os problemas do público.
  • Tome nota de tudo – Manter um calendário editorial é fantástico, porque basta abri-lo e escolher um assunto para escrever emseguida. No entanto, é importantíssimo que você tome nota de todas as ideias. Mantenha um bloco de notas ou mesmo o seu smartphone por perto, e anote todas as ideias que surgirem em sua cabeça, mesmo que possam não fazer muito sentido naquele momento. Ideias sempre geram ideias, e isso propiciará a você manter um fluxo de novas ideias para artigos.
  • Procure por inspiração – A inspiração pode vir de um filme, de um livro, de uma conversa com amigos, etc. Procure por inspiração em tudo o que você faz, lê e ouve em sua vida. Muitas das coisas que você vive, possivelmente estarão relacionadas com aquilo que você escreve.
  • Segmente os assuntos – Se você gosta imenso de escrever sobre um assunto, aprenda a entender os assuntos como macro e micro. Um assunto macro, poderia ser por exemplo “emagrecer”. E você escreve imenso conteúdo sobre esse assunto. Um assunto “micro” poderia ser uma segmentação do assunto “macro”, ou seja, outros assuntos relacionados ao tópico “emagrecer”, como alimentação saudável, dicas de exercício físico, entre outros. Quando você sentir que já esgotou as possibilidades, segmente um pouco mais o assunto para ter novas ideias de conteúdos a produzir.
  • Reciclar e atualizar conteúdos – Se você escreveu sobre um assunto há 6 ou 12 meses e neste momento a sua visão sobre esse tópico é melhor, escreva um novo artigo para falar sobre isso. Você poderá reforçar, ou não, o seu conteúdo anterior, mas dará aos seus novos leitores a possibilidade de consumirem um conteúdo novo sobre um assunto que ainda não tinham lido. Reciclar e atualizar conteúdos antigos é também uma nova de manter o seu blog atualizado com as suas novas ideias.

8. Aprenda SEO e como gerar tráfego

Também já aqui falei que de pouco interessa você ter um blog bonito e com muito conteúdo, se ninguém o acessa. Pouco importa a sua opinião a respeito dos seus textos ou do seu blog, o que importa é ter leitores e pessoas consumindo seus conteúdos. Para você conseguir fazer isso, você precisará entender um pouco mais sobre SEO e também sobre como gerar mais tráfego orgânico para o seu blog. Na realidade, ambos os assuntos estão de mãos dadas.

Entendendo os fundamentos e como funciona a otimização para motores de busca (SEO), você ficará um passo à frente dos seus concorrentes. Entender como esse mercado funciona, como o algoritmo do Google interpreta suas ações e define quais conteúdos são mais relevantes que outros, é fundamental para ter sucesso com seu blog. Para explorar mais sobre esses temas, recomendo que você leia esses dois artigos que escrevi:

Se você seguir passo-a-passo tudo aquilo que falo nesses dois artigos, você entenderá melhor como tudo isso funciona e quais critérios você precisa ter em consideração na hora de escrever seus textos, desde a otimização dos textos, a estrutura dos textos, a importância de usar um bom plugin de SEO, como otimizar o título e meta descrição dos seus conteúdos, como gerar backlinks e trabalhar a divulgação dos seus textos, etc.

9. Defina objetivos para o seu blog

Uma das piores coisas que você pode fazer é não estabelecer objetivos para o seu blog. Criar um blog e não estabelecer objetivos pode ser frustrante, uma vez que você não fará ideia para onde remar. Estabelecer objetivos é fundamental não só para você se manter motivado com sua escrita, mas principalmente para você entender o que precisa de fazer para melhorar suas métricas.

Se você está começando, provavelmente estabelecer alguns objetivos para o número de visitantes mensais do seu blog pode ser importante. No entanto, recomendo você separar o número de visitantes mensal em vários tipos de tráfego:

  • Tráfego orgânico dos motores de busca;
  • Tráfego das mídias sociais;
  • Tráfego direto.

Se você estabelecer objetivos para cada uma dessas métricas, poderá acompanhar mais facilmente a evolução do seu blog e o seu crescimento. Supondo que você está começando agora, estabelecer um primeiro objetivo de 1.000 visitas orgânicas por mês, pode ser um bom começo. Atingindo essa meta, você deverá estabelecer novos objetivos para o crescimento do seu blog. Dessa forma você vai criando pequenos objetivos de um objetivo maior, que no final de contas é criar um blog de sucesso.

10. Crie uma newsletter

Uma das melhores formas de você se comunicar com os seus leitores é através de e-mail, com toda a certeza. Uma boa estratégia de e-mail marketing pode fazer toda a diferença na retenção de leitores e, principalmente, na rentabilização do seu negócio digital. Uma boa lista de e-mails, com um bom conteúdo, tem um valor imensurável para o seu negócio digital. Posto isto, recomendo  que você crie uma newsletter e formas de os seus leitores subscreverem a sua lista de e-mails.

Aqui no meu blog, por exemplo, a subscrição da minha lista de e-mails é bastante simples e está sempre presente e acessível aos meus leitores. Isso ajuda imenso a fazer crescer a minha lista e a manter os meus leitores atualizados com todas as novidades e novos artigos que vou publicando por aqui.

Subscrever lista de emails nos artigos

A barra verde que está presente em todos os artigos do meu blog ajuda a identificar a possibilidade de assinar a newsletter do blog. Esta barra acompanha a rolagem da tela e fica fixa no topo de todos os artigos, garantindo um maior destaque para essa possibilidade. No entanto, sempre haverá quem não preste atenção a isso, razão porque criei uma outra solução também, veja:

Subscrever lista de emails com pop-up

Ao fim de alguns segundos no meu blog, todos os leitores receberão automaticamente um pop-up pedindo para fazerem parte da minha lista de e-mails. Embora isso possa atrapalhar um pouco a leitura de algumas pessoas, é um método bastante eficaz de captura de e-mails. Obviamente, esse pop-up aparece apenas uma vez a cada visita, garantindo que não prejudica a leitura contínua dos meus artigos.

Existem diversas soluções deste tipo que você poderá optar por utilizar para fazer crescer a sua lista de e-mails e manter um banco de dados de leitores que querem e gostam de acompanhar o seu trabalho. Isso é extremamente poderoso e uma ferramenta ótima para você divulgar seus novos artigos, por exemplo. Existem várias vantagens em você iniciar uma lista de e-mails, entre elas:

  • Aumento no engajamento com os leitores – Sempre que envio uma newsletter, o número de comentários e compartilhamentos nos meus artigos aumenta. Isso acontece porque quem gosta dos meus conteúdos também gosta de se envolver nesses conteúdos, partilhando as suas histórias e ideias. Isso é fantástico.
  • Tráfego aumenta – Sempre que envio uma newsletter, o volume de tráfego no blog aumenta também. Se você imaginar que não mantém uma lista de e-mails, como pretende avisar os seus leitores frequentes de que você publicou um novo artigo? Não existe forma mais poderosa de o fazer do que o e-mail marketing!
  • Aumento nas vendas de produtos – Sempre que estou promovendo algum produto, seja um curso presencial de marketing digital, uma formação online ou um outro produto qualquer, as vendas sempre disparam quando envio e-mails para as minhas listas.
  • A sua segurança está garantida – Imagine que por alguma razão, o seu blog é penalizado pelo Google ou você simplesmente cai várias posições nos resultados orgânicos, reduzindo drasticamente a quantidade de tráfego do seu blog. Como você pretende manter seus rendimentos estáveis? Uma lista de e-mails é uma das formas mais eficazes de você continuar vendendo ou gerando rendimento, uma vez que as pessoas que confiam em seu trabalho, estarão na sua lista, provavelmente. O Google e o Facebook sempre estão realizando alterações aos seus algoritmos, e isso pode prejudicar muito o seu negócio. Uma lista de e-mails é uma segurança muito grande para um negócio digital.

11. Seja consistente

Embora não seja obrigatório você publicar um artigo por dia ou um por semana, é importante que você seja consistente. Numa fase inicial, aconselho você a produzir conteúdo com alguma frequência para que o seu blog comece a ganhar alguma dinâmica e a gerar algum tráfego orgânico. No entanto, no curto ou médio prazo, você poderá mudar essa estratégia para um artigo por semana ou menos. Eu sempre gostei de ter consistência na publicação de conteúdos, uma vez que gera maior interesse e mais tráfego de forma consistente também.

Ainda assim, mais importante que a consistência é a qualidade dos seus conteúdos. É preferível você escrever apenas uma vez por semana, mas escrever um conteúdo épico, que os seus leitores vão adorar, a publicar dois ou três artigos por semana que não agregam valor absolutamente algum.

12. Invista no seu blog

Investir no seu blogPor incrível que pareça, a grande maioria das pessoas que iniciam um blog, não investem um centavo no seu crescimento. Na realidade, a maioria das pessoas simplesmente não quer investir nada, mas procura incessantemente por um retorno. Costumo dizer que se você não investir no seu negócio, porque razão as outras pessoas irão desejar investir? Você tem de ser o exemplo. Se você acredita no seu projeto, investir faz parte da equação.

Não faz sentido você criar um blog e não investir um centavo na sua promoção ou no seu desenvolvimento. Contratar um desenvolvedor freelancer não é um investimento alto. Promover seus posts no Facebook também não precisa de ser um investimento alto. Contratar um designer para fazer seu logotipo de uma forma profissional também não é um investimento alto. No entanto, todas essas coisas fazem com que seja fácil distinguir um iniciante de um profissional.

Considere criar um budget para o arranque inicial do seu blog. Imagine que você está disposto a investir R$1500 reais no arranque do seu blog. Defina concretamente o que você pretende com esse investimento e quais áreas você pretende investir, como falei anteriormente:

  • Criar um logotipo profissional para o seu blog;
  • Comprar um tema pago ou investir num tema próprio;
  • Criar anúncios no Facebook para divulgação dos artigos;
  • Pagar a assinatura de um software de e-mail marketing;
  • Etc.

Todo o investimento pressupõe um retorno, portanto, além de investir você precisa rentabilizar esse investimento com o seu próprio blog. Numa fase inicial isso será mais difícil, mas é importantíssimo que você tenha uma estratégia de rentabilização também. No curto ou médio prazo, recomendo que defina uma percentagem da sua receita para ser reinvestida no crescimento do seu blog. Comece com 20% e vá analisando a viabilidade de subir esse valor e continuar investindo forte no crescimento do seu blog, até ao ponto que você poderá reduzir seu investimento, mantendo as suas receitas altas.

13. Crie um modelo de rentabilização

De pouco ou nada serve ter um blog se você não ganha dinheiro com ele. A não ser que o seu objetivo seja simplesmente escrever por gosto, um blog precisa de ser rentabilizado. Existem duas formas de você rentabilizar um blog: a forma direta e a forma indireta. Essas duas formas determinam o objetivo e a forma como você irá lidar com o seu blog e com o propósito dele.

Criar um blog com rentabilização indireta

Se o seu objetivo passa por uma rentabilização indireta, você provavelmente deseja criar um blog pessoal ou profissional. A rentabilização indireta seria, por exemplo, você ser chamado para dar palestras, para fazer formações presenciais, para escrever um livro com uma editora, etc. Existem sempre formas indiretas de rentabilizar o trabalho que está fazendo com seu blog. É impossível prever tudo aquilo que pode acontecer ao criar um blog, no entanto, é bem possível que várias dessas coisas que citei possam efetivamente acontecer caso o seu blog se torne um sucesso.

Criar um blog com rentabilização direta

Se o objetivo for rentabilizar o seu blog diretamente, precisará trabalhar com programas de afiliados e formas de rentabilizar o tráfego que o seu blog recebe. Existem muitas ofertas para você trabalhar a rentabilização de um blog, desde anúncios do Google, programas de afiliados, infoprodutos, entre outras.

Recomendo a você ler o meu artigo Como ganhar dinheiro na internet – O guia completo, onde explico quais são as diferentes opções que você tem disponíveis no mercado e como você deverá rentabilizar o seu blog de uma forma eficaz. Ainda assim, recomendo sempre que você faça testes e analise os resultados de cada uma dessas opções. Aquilo que funciona para o blog A pode não funcionar no blog B, ainda que sejam exatamente do mesmo nicho de mercado.

Preparado para criar um blog de sucesso?

Agora que você já tem a grande maioria das ferramentas e sabe perfeitamente o que é importante e relevante na hora de criar um blog de sucesso, é hora de colocar a mão na massa e iniciar seus novos projetos. Acima de tudo, gostaria que você entendesse que criar um blog não é o mesmo que uma corrida de 100 metros. Na verdade, é mais parecido com uma maratona, onde só vence quem é mais persistente e mentalmente mais forte.

A grande maioria dos blogs é abandonada por falta de persistência dos seus autores. Não é um caminho fácil, mas quando as coisas correm bem, o sucesso é garantido. E acredite, um blog pode fazer mais pela sua carreira e pela sua vida profissional do que qualquer outra coisa nesse mundo.

Quer aprender mais sobre SEO e como criar um blog de sucesso? Conheça meu Curso Presencial de Marketing Digital, que poderá ajudá-lo a levar o seu negócio ao próximo nível! ;)

Bons Empreendimentos!


Google Plus



  • Líferson Skrzek de Freitas

    Esse artigo é simplesmente demais! Veio em boa hora Paulo! É ouro! Estou também quase publicando um post com mais de 5 mil palavras. Essa foi uma das dicas de ouro do Neil Patel recentemente! Se desejar conhecer meu blog, é esse aqui: https://freelancear.com.br. Abração!

    • Obrigado pelo comentário Líferson! Fico contente que tenha curtido o artigo e espero que possa ser útil ao seu blog! 😊

      • Líferson Skrzek de Freitas

        Pode ter certeza que suas dicas já estão sendo muito úteis! Grato mesmo! Valeu! :)

  • Show de Bola Paulo… Fica como dica para os amigos que quiserem se aprofundar no WordPress, visitem a Escola Ninja WP… https://www.escolaninjawp.com.br temos mais de 30 cursos 100% focados em WP todos com Suporte especializado.

  • Ricardo Celso

    Este artigo é mítico, queria eu ter um conteúdo e material assim, lá 15 anos atrás quando comecei no mundo digital. Quero que mais pessoas que estão começando cheguem a um material deste.
    Parabéns pela dedicação.
    Que espetacular!

    • Obrigado pelo comentário @ricardocelso:disqus! De fato, eu próprio também gostaria de ter tido acesso a um material assim quando comecei. Tudo teria sido mais fácil, com certeza! :) Um abraço!

Leia também esse artigo:

Marketing de Afiliados

Marketing de Afiliados – O que é e por onde começar?