Como anunciar no Facebook e criar sua primeira campanha

Receba minhas atualizações em seu email




Quem trabalha com marketing digital sabe da importância de usar as mídias sociais para se relacionar com o seu público. O que muitos não sabem, ou parecem não querer aceitar, é que a publicidade em mídias sociais é extremamente relevante e importante para um negócio digital. A plataforma de anúncios do Facebook, vulgarmente conhecida por Facebook Ads, é de longe a melhor plataforma de anúncios em mídias sociais. No entanto, muitos iniciantes, e até alguns profissionais, continuam sentindo dificuldades para entender como anunciar no Facebook e como colocar essa plataforma trabalhando a seu favor.

Nos últimos dois anos, os investimentos realizados em anúncios nas mídias sociais dobraram de tamanho. Só em 2016, nos Estados Unidos, foram investidos $31 bilhões de dólares em anúncios nas mídias sociais. No Brasil, o investimento foi muito grande também, com cada vez mais profissionais querendo anunciar no Facebook e tirar partido do potencial dessa ferramenta única.

Facebook Ads - Usuários ativos mensalmente

Se considerarmos apenas o número de usuários ativos mensalmente no Facebook, o número atual é superior a 1.2 bilhões de pessoas, o que representa um mercado potencial realmente incrível. Tirando a Rússia e a China, que são dois dos mercados menores, é possível anunciar no Facebook para qualquer país do mundo e obter excelentes resultados com suas campanhas de Facebook Ads.

Se considerarmos também que mais de 65 milhões de pequenos negócios já estão anunciando no Facebook, então você deveria estar fazendo isso também. A realidade é que anunciar no Facebook não é tão complicado assim e o valor que você paga é realmente muito baixo quando comparado com outras mídias. Se a isso juntarmos o fato de que anunciar no Facebook é bem mais simples do que anunciar no Google AdWords, por exemplo, então você estará perdendo uma oportunidade ao não tirar partido dessa plataforma incrível.

Facebook Ads – Como anunciar no Facebook

Para anunciar no Facebook, você precisará entender como tudo isso funciona, quais os passos que você precisa dar e quais os objetivos e resultados de cada uma dessas ações. A plataforma de Facebook Ads pode parecer bastante complicada, mas na realidade é bastante simples de usar. O que acontece é que você não sabe o que significa cada uma das coisas que compõem essa plataforma e como usar cada uma dessas funcionalidades que o Facebook Ads coloca a favor do seu negócio.

Para facilitar o seu estudo e para que você não sinta necessidade de pesquisar por informações em vários lugares e conetar todos os pontos, decidi criar esse guia completo para que você entenda de uma vez por todas como anunciar no Facebook e começar a rodar suas campanhas imediatamente.

1. Criar uma página no Facebook

Para conseguir anunciar no Facebook, você precisará de ter uma página de fãs no Facebook. Caso você não tenha uma página, não conseguirá anunciar, uma vez que praticamente todos os anúncios do Facebook estão atrelados a uma página de fãs (fanpage), onde você poderá acompanhar as interações do público com seus anúncios, visualizar comentários, compartilhamentos, etc.

Visite o endereço www.facebook.com/pages/create/ com o login feito e comece por criar uma página de Facebook para o seu negócio. Caso você não tenha um negócio, poderá criar uma página de entretenimento, uma página pessoal, ou qualquer outro tipo de página. Lembre-se que você irá realizar seus anúncios no Facebook com essa página, portanto, crie algo que faça sentido para o público que irá visualizar os seus anúncios.

Criar página no Facebook

Existem seis tipos de páginas diferentes no Facebook, cada uma delas com um objetivo e propósito bem diferentes. Talvez você não saiba qual tipo de página escolher, então o melhor é entender o que representa cada uma delas. Veja:

  • Negócio local ou lugar – Ideal para criar páginas para negócios físicos locais. Esse tipo de página é ideal para negócios físicos, com local físico estabelecido, número de telefone, etc. Ex.: restaurante.
  • Empresa, organização ou instituição – Ideal para criar páginas para empresas, organizações ou instituições, que tenham local físico estabelecido, telefone, etc., mas que não sejam um negócio local de comércio. Ex.: agência de comunicação.
  • Marca ou produto – Se você não tem um negócio local ou um escritório, mas quer divulgar os produtos de uma marca que você criou, então esse tipo de página seria o ideal. Na realidade, a grande maioria das páginas de Facebook é criada a partir dessa opção. Ex.: marca de calçado.
  • Artista, banda ou figura pública – Esse tipo de página é usado normalmente para artistas, bandas de música ou figuras públicas. Se você desejar criar uma página pessoal em seu nome, você também poderá escolher a opção figura pública aqui. Ex.: Paulo Faustino
  • Entretenimento – Esse tipo de página é usado para páginas de Facebook relacionadas com séries de TV, filmes, álbuns de música, canais de TV, etc. Tudo o que esteja diretamente relacionado com entretenimento entra aqui. Ex.: Adidas
  • Causa ou comunidade – Esse tipo de página é normalmente usado para associações sem fins lucrativos, comunidades em torno de um problema social ou outro, apoio a causas, etc. Ex.: comunidade de artesanato.

Dependendo do tipo de negócio que você pretende anunciar no Facebook, você deverá criar a sua página dentro de uma dessas categorias. Não tente enganar o sistema e criar uma página usando a categoria errada, porque o Facebook vai lá e muda isso sem avisar você. Procure fazer as coisas do jeito certo para que os resultados sejam os melhores possíveis.

Configurar página de Facebook

É extremamente importante que você dê um bom nome para a sua página de fãs no Facebook. Se é um negócio, procure colocar o nome do seu negócio. Se for uma página pessoal, coloque seu próprio nome. Uma boa foto de perfil também é importante, bem como a categoria em que a sua página de insere.

Página de Facebook - Sobre

Do lado esquerdo, você tem o menu “Sobre”, onde poderá preencher diversas outras informações relacionadas com o seu negócio, como a categoria, nome, endereço da página, informações sobre o seu negócio, seu e-mail, link do seu site, a sua história, entre outras informações relevantes para os usuários que acessam a sua página e/ou procuram pelo seu negócio no Facebook.

Quanto mais você caprichar em sua página, maiores serão suas chances de sucesso. Não esqueça que, quando você começar a anunciar no Facebook, seu público-alvo irá visitar a sua página de fãs no Facebook. Portanto, quanto mais relevante a sua página for, melhor para o seu negócio.

Configurações da página de Facebook

Lá em cima, você tem o menu “Configurações”, onde você poderá configurar todas as opções restantes da sua página de Facebook, ligar sua página com seu perfil de negócios no Instagram, entre outras opções. Existem várias configurações a serem feitas para tornar a sua página mais eficaz e relevante para seu público-alvo.

2. O que é o Business Manager do Facebook?

Agora que você já tem sua página de fãs no Facebook criada, é altura de começar a entender como funciona a plataforma Facebook Ads. Na realidade, o Facebook tem duas opções para quem deseja anunciar: o Business Manager ou o gestor de anúncios tradicional. Para começarmos, vamos entender o que é o Business Manager e quais as vantagens de você o usar para anunciar no Facebook.

O Business Manager é uma ferramenta desenhada pelo Facebook que permite a você gerenciar suas páginas de fãs na rede social e contas de anúncios de uma forma mais eficaz. Para quem trabalha com várias páginas de fãs no Facebook ou várias contas de anúncios, essa ferramenta é fantástica e dá uma ajuda tremenda no gerenciamento de tudo isso. Normalmente, o Business Manager é usado por agências de marketing digital, profissionais que prestam serviços para clientes, ou empresas grandes que precisam gerenciar equipes e um portfólio de várias páginas e contas de anúncios.

O Business Manager é também usado por muitos profissionais de marketing, porque ele permite criar até cinco contas de anúncios, o que é bastante interessante caso você pretenda promover produtos diferentes, separando-os em contas de anúncios diferentes, com perfis de faturação diferentes.

Business Manager do Facebook

O Business Manager do Facebook, vulgarmente abreviado para BM, permite que você mantenha uma equipe de pessoas gerenciando múltiplas contas de anúncios e páginas de Facebook. A ferramenta permite ainda compartilhar suas contas com uma agência de marketing digital, de modo que a agência consiga gerenciar suas contas de anúncios e páginas, realizando todo o trabalho por você.

No Business Manager você consegue criar dois tipos de perfis de pessoas: administrador ou funcionário.

Depois você poderá compartilhar contas de anúncios e páginas de Facebook com essas pessoas, atribuindo a elas os mesmos cargos que já existem nas contas de Facebook Ads tradicionais: analista da página, anunciante da página, moderador da página, editor da página ou administrador da página, bem como analista da conta de anúncios, anunciante da conta de anúncios e administrador da conta de anúncios.

Para criar seu Business Manager, vá no endereço https://business.facebook.com/ e siga os passos. Caso você já tenha uma página de Facebook criada, como vimos anteriormente, poderá relacionar essa página para dentro do seu Business Manager e começar a usar ela para anunciar no Facebook. Veja:

Reclamar página de Facebook no Business Manager

No menu do lado esquerdo do Business Manager, você encontra várias opções. Uma dessas opções é o menu “Páginas”. Clique nesse menu para depois darmos acesso ao seu Business Manager para gerenciar essa página de Facebook.

Adicionar página de Facebook ao Business Manager

Como você já é proprietário dessa página de Facebook, você deverá escolher a opção “Add a Page” para adicionar sua página ao seu Business Manager. Ele vai entender automaticamente que você já é administrador dessa página e aprovará de forma automática a adição dessa página ao seu BM.

Buscar página de Facebook

Faça uma busca na caixa de pesquisa pelo nome da sua página de Facebook e clique no botão “Add Page” para adicionar a sua página de Facebook ao seu Business Manager. Como disse anteriormente, ele vai detetar que você já é administrador da página e vai adicionar ela ao seu Business Manager.

Adicionar conta de anúncios

Como falei inicialmente, o Business Manager permite criar até cinco contas de anúncios. Do lado esquerdo, escolha a opção “Contas de anúncios” e comece criando uma nova conta de anúncios. Recomendo criar imediatamente as cinco contas de anúncios, uma vez que se por alguma razão, você perder uma conta de anúncios, o Business Manager não deixará você criar novas contas. Se você criar já as 5 contas de anúncios, todas elas ficarão disponíveis para serem usadas, mesmo se o Facebook decidir bloquear uma delas.

Tenha especial atenção ao fuso horário e moeda da conta de anúncios que você criar, uma vez que não poderá alterar esses dados posteriormente. Além do mais, isso terá implicações nas datas e horários de anúncios agendados, por exemplo. Utilize sempre o seu fuso horário e a moeda do seu país para ser mais fácil de gerenciar no futuro.

3. Configurar sua conta de anúncios

Para anunciar no Facebook, precisaremos de uma conta de anúncios. No entanto, as contas de anúncios do Facebook devem ser configuradas também, com informações de pagamento e faturamento.

Expanda o menu superior do Business Manager e vá na opção “Configurações da conta de anúncios”, como nessa imagem:

Configurações da conta de anúncios do Facebook

Preencha todas as informações pedidas pelo Facebook, incluindo o nome da sua empresa, endereço e outras informações a respeito dessa conta de anúncios e o que você pretende fazer com ela.

Dados de faturação da conta de anúncios do Facebook

Preenchendo todas as informações, você deverá clicar no botão “Salvar alterações” para atualizar sua conta de anúncios com essas novas informações de faturação. A partir desse momento, sempre que o Facebook cobrar seus gastos com anúncios, ele irá emitir uma nota fiscal/fatura com as suas informações de faturação.

4. Adicionar seu meio de pagamento

Para anunciar no Facebook, você deverá adicionar um meio de pagamento válido à sua conta de anúncios do Facebook. Comece por expandir o menu superior do seu Business Manager e vá na opção “Faturamento e formas de pagamento”.

Faturamento e formas de pagamento no Facebook

Na página seguinte, você poderá fazer várias coisas interessantes, como adicionar formas de pagamento, editar formas de pagamento ou, ainda, definir limite de gastos na conta de anúncios.

adicionar formas de pagamento no Facebook

Para adicionar uma forma de pagamento à sua conta de anúncios do Facebook, você deverá clicar no botão verde “Adicionar forma de pagamento” e escolher uma das opções que o Facebook apresenta. A mais comum e mais utilizada é o cartão de crédito. O PayPal poderá ser uma opção válida também.

Recomendo a você adicionar mais do que um meio de pagamento. Caso o seu cartão de crédito expire, seu saldo fique no limite ou o cartão seja bloqueado por alguma razão, você terá um segundo meio de pagamento em sua conta de anúncios e o Facebook poderá cobrar essa segunda opção, mantendo seus anúncios rodando. Se você tiver apenas um meio de pagamento associado à sua conta de anúncios, e o Facebook não conseguir cobrar esse cartão, seus anúncios serão automaticamente pausados até você resolver a situação.

Ciclo de faturação do Facebook

O Facebook tem essa planilha para explicar como funciona seu ciclo de faturação. Essa planilha é igual para o mundo todo, sendo que os valores serão na moeda local do anunciante, ou seja, no seu caso provavelmente serão Reais ou Euros, dependendo se você está no Brasil ou em Portugal. Todas as contas de anúncios do Facebook têm um limite de cobrança, que começa em R$25, passa automaticamente para R$50, depois R$250, depois R$500 e termina em R$750. Sempre que você atingir cada uma dessas metas, o Facebook aumenta automaticamente seu limite de faturação para o nível seguinte.

Isso significa que você será cobrado inicialmente quando atingir R$25 em anúncios, depois quando atingir R$50 e, assim, sucessivamente. Quando atingir pela primeira vez R$750, ele passará cobrando você sempre que você atingir um gasto de R$750, ou então no final de cada mês.

Gerenciar preferências de cobrança do Facebook

Numa fase mais avançada, em que você estará investindo mais grana em anúncios no Facebook, você poderá gerenciar suas preferências de cobrança e aumentar ou diminuir seu limite de cobrança.

Alterar limite de faturação do Facebook

Basicamente, você estará dizendo ao Facebook, que deseja ser cobrado de X em X valor. Basta digitar na caixa “Alterar o limite para:” o valor que você deseja, o Facebook passará a cobrar você sempre que você atingir esse valor. Esse valor poderá ser maior ou menor do que o limite atual da sua conta de anúncios.

5. O que é o gerenciador de anúncios do Facebook?

Para gerenciar seus anúncios do Facebook, você precisará entrar no gerenciador de anúncios, que vulgarmente chamamos de plataforma de anúncios ou Facebook Ads Manager. O Facebook tem dois gerenciadores de anúncios na realidade, que permitem a você criar e anunciar no Facebook através da mesma conta de anúncios: o gerenciador de anúncios e o Power Editor. Ambos são muito parecidos neste momento e não vejo qualquer vantagem em você usar o Power Editor em vez do gerenciador de anúncios tradicional. Portanto, falaremos apenas do gerenciador.

Anunciar no Facebook - Gerenciador de anúncios

Ao abrir o gerenciador de anúncios, você estará na ferramenta onde tudo acontece, ou seja, onde você criar, edita e gerenciar todos os seus anúncios do Facebook. Para tornar o seu aprendizado mais simples, vamos analisar esse Facebook Ads Manager e entender o que tudo isso significa:

Anunciar no Facebook - Gerenciador de anúncios do Facebook

Vamos analisar cada um desses pontos para que você entenda mais facilmente o que tudo isso significa e o que você pode esperar do gerenciador de anúncios do Facbeook. Parece complexo, mas na realidade é bastante simples de entender e usar. Veja:

  1. Menu de navegação – Aqui você pode alternar entre diferentes contas de anúncios. Ele abre um menu e você pode, inclusive, digitar os nomes das contas de anúncios para ser mais fácil encontrar a conta que você deseja;
  2. Criar anúncio – Aquele botão verde é onde a magia começa. É ali que você clica sempre que deseja fazer um novo anúncio no Facebook;
  3. Visão geral da conta – Nesse separador, você tem uma visão geral da sua conta de anúncios, que inclui diversas estatísticas interessantes relacionadas com o alcance das publicações, o valor gasto, impressões e cliques.
  4. Campanhas – Nesse separador, você encontra todas as suas campanhas, tanto as que estão ativas quanto as inativas. É aqui que você gerencia cada uma das campanhas que estão rodando no Facebook.
  5. Conjuntos de anúncios – O gestor de anúncios do Facebook trabalha com campanhas, conjuntos de anúncios e anúncios. É como uma matrioska russa, em que uma das coisas estão dentro de outras, sabe? Aqui no conjunto de anúncios, você gerencia os vários conjuntos de anúncios que estão dentro de uma campanha.
  6. Anúncios – Aqui você gerencia todos os anúncios que tem dentro de cada um dos conjuntos de anúncios que vimos anteriormente.
  7. Colunas dos relatórios – Aqui você pode gerenciar as várias colunas de relatórios de performance das suas campanhas. Essas colunas podem ser administradas para apresentarem as informações mais relevantes que você deseja visualizar.
  8. Valor gasto – Nessa coluna, você tem o valor gasto com cada uma das suas campanhas para o período definido lá em cima, do lado direito.
  9. Relatórios e edição – Para editar uma campanha ou visualizar relatórios mais completos, você precisa selecionar sua campanha e depois clicar nesses itens do ponto 9. Esse menu expande para o lado esquerdo e permite editar mais facilmente suas campanhas.
  10. Resultados das campanhas – Ali do lado da veiculação, que mostra se seus anúncios estão ativos ou inativos, você tem a coluna dos resultados. Esses resultados variam conforme o tipo de campanha que você está fazendo, ou seja, podem apresentar valores por cliques, visualizações de vídeos, compras, interações, etc.
  11. Valor total gasto – No fundo da página, você tem o valor total gasto pelas suas campanhas para o período definido lá em cima do lado direito. Se você definir os últimos 30 dias, por exemplo, esse valor total gasto irá atualizar e apresentar o valor que você gastou com todas as suas campanhas nesse período.

Estrutura de campanhas do Facebook

Para entender melhor a estruturação de uma campanha no Facebook, veja a imagem acima e a minha explicação aqui em baixo:

  • Campanha – Uma campanha no Facebook pode conter vários conjuntos de anúncios, todos eles com o mesmo objetivo. Se você definir que a sua campanha tem como objetivo conversões, todos os conjuntos de anúncios terão esse objetivo de marketing. O único atributo de uma campanha é o seu objetivo de marketing, que dá a você a possibilidade de organizar melhor suas campanhas de anúncios no Facebook.
  • Conjunto de anúncios – Um conjunto de anúncios pode conter vários anúncios cada um. Cada conjunto de anúncios tem um público-alvo específico, um orçamento e uma data de início e fim das campanhas. Esses dados serão compartilhados com todos os anúncios que estiverem dentro desse conjunto de anúncios. Os conjuntos de anúncios são super interessantes para criar testes A/B com diferentes campanhas.
  • Anúncios – Os anúncios são a unidade menor de uma campanha, e podem ter diferentes imagens, links e copies. São o anúncio propriamente dito, excluindo o objetivo de marketing, audiência e configurações que estão incluídas tanto no conjunto de anúncios quanto na campanha.

Agora que você entendeu como isso funciona, recomendo-lhe explorar o Facebook Ads Manager e testar todas essas coisas. Não tenha medo de clicar e explorar todas as possibilidades do gerenciador de anúncios. Só assim você irá perceber como ele funciona e como tirar o máximo partido dos seus anúncios.

6. Criar sua primeira campanha no Facebook

Agora que você já entendeu a diferença entre o Business Manager e o Facebook Ads Manager, está na altura de criarmos a primeira campanha e começarmos a anunciar no Facebook o seu produto ou o seu negócio, partindo do princípio de que configurou corretamente a sua conta de anúncios, definiu seu meio de pagamento e tem seu perfil de faturação preenchido. Preparado?

Anunciar no Facebook - Criar seu primeiro anúncio

Vamos começar por clicar no botão verde “Criar anúncio” para começarmos a criar nosso primeiro anúncio no Facebook.

Objetivo da campanha

O primeiro passo, quando começamos a criar um campanha no Facebook, é definir qual o objetivo dessa campanha. Para anunciar no Facebook, sempre terá de existir um objetivo. Os anúncios do Facebook podem ter diferentes objetivos e isso dará a você a possibilidade de anunciar de formas diferentes. Antes de iniciar uma campanha, recomendo sempre que você defina qual é o objetivo da sua campanha, de forma que seja mais fácil construir sua campanha em torno desse objetivo.

Facebook Ads - Objetivo da campanha

Para entender melhor o que significa cada um desses objetivos de marketing que o Facebook apresenta, veja o que cada um deles significa:

  • Reconhecimento de marca – É um tipo de anúncio em que o objetivo é entregar suas campanhas para um público com maior probabilidade de prestar atenção e aumentar o reconhecimento da sua marca. Não tem como objetivo vender, mas sim dar a conhecer a marca.
  • Alcance – É um tipo de anúncio em que o objetivo é entregar a sua campanha ao máximo de pessoas possível, pelo custo mais baixo possível. Também não tem como objetivo vender, mas sim dar a conhecer a sua marca ou o seu produto.
  • Tráfego – É o tipo de campanha mais usado no Facebook Ads. Tem como objetivo direcionar as pessoas para o seu site ou blog. A métrica desse tipo de anúncios é sempre o valor por clique. As campanhas são otimizadas por clique e o objetivo é gerar mais tráfego por um custo mais baixo.
  • Envolvimento – Neste tipo de objetivo de marketing, você pode criar anúncios com o objetivo de gerar interação (envolvimento), aumentar o número de curtidas na sua páginas ou aumentar o número de participações em eventos. Na realidade, a opção “envolvimento” significa interação, e dentro dela estão três opções diferentes que você pode usar em suas campanhas de Facebook.
  • Instalações do aplicativo – Essa opção é para quem tem aplicativos para iOS ou Android e deseja aumentar o número de pessoas que usam esses aplicativos. Esse objetivo permite anunciar aplicativos e aumentar consideravelmente o número de downloads deles.
  • Visualizações do vídeo – Este tipo de objetivo passa por gerar visualizações em vídeos que você carrega para a sua página de Facebook. Anunciar no Facebook com vídeo é extremamente eficaz, sendo que o custo por visualização é muito barato.
  • Geração de cadastrados – É um objetivo de geração de leads. Nesse tipo de objetivo de marketing, você pode criar anúncios no Facebook para gerar leads e cadastros para, posteriormente, trabalhar com e-mail marketing ou outros formatos de comunicação.
  • Conversões – O objetivo conversões, como o próprio nome indica, passa por gerar conversões no seu site, sejam vendas, cadastros, leads, etc. Qualquer objetivo de conversão que você estabelecer em seu site pode ser mensurado pelos anúncios de Facebook usando esse tipo de objetivo de marketing.
  • Vendas do catálogo de produtos – Para quem trabalha com e-commerce, essa opção é especialmente interessante, uma vez que ela permite carregar todo o seu catálogo de produtos para dentro do Facebook e depois anunciar no Facebook com o objetivo de gerar vendas desse catálogo de produtos, incluindo opções avançadas, como remarketing dinâmico de produtos.
  • Visitas ao estabelecimento – Essa é uma das últimas adições do Facebook ao seu gestor de anúncios, possibilitando que você faça anúncios, atraindo mais pessoas que se encontram ao redor do seu negócio local para o visitarem. Esse tipo de objetivo de marketing só faz sentido para negócios locais.

Agora que você entendeu como todos esses objetivos de marketing funcionam e para que serve cada um deles, está na hora de você começar a anunciar no Facebook, criando a sua primeira campanha.

Anunciar no Facebook - Campanha de tráfego

Para começarmos a criar nossa primeira campanha, vamos escolher o objetivo “Tráfego” e vamos dar um nome à nossa campanha. É importante que você dê nomes que façam sentido às suas campanhas. À medida que o seu negócio for crescendo e você for criando mais e mais campanhas de Facebook, você sentirá necessidade de entender quais campanhas estão ativas, analisar métricas, etc., e só conseguirá fazer isso com cada campanha sendo devidamente identificada.

Segmentação de público

Facebook Ads - Segmentar localização

No passo seguinte, você encontra a segmentação do seu público para esse anúncio. Nesta tela, você encontra várias coisas super importantes a considerar no momento de segmentar seu público. A primeira é o fato de você poder usar um público salvo, ou seja, um público-alvo que você já tenha usado em outras campanhas e que tenha guardado. Isso é super interessante, porque quando você encontrar o público-alvo certo para as suas campanhas de marketing no Facebook, você irá querer usar essa público mais vezes.

Depois temos os públicos personalizados. Esses públicos podem ser o seu público de remarketing, a sua lista de e-mails, entre outros. Esses públicos você pode criar no menu “Públicos” do seu Business Manager, e são extremamente interessantes, tanto para usar em sua campanhas quanto para excluir de suas campanhas. Se imaginarmos que você tem uma lista de compradores do seu produto, é possível que queira, em algum momento, excluir dos seus anúncios as pessoas que já compraram de você.

Por fim, temos a segmentação geográfica e também a idade e gênero do seu público. Como você pode ver, selecionei o país Brasil e, do lado direito, o Facebook me diz que, na faixa entre 18 e os 65+ anos de idade, existem 116 milhões de usuários brasileiros nessa plataforma que eu posso impactar com meus anúncios. Logicamente, isso é um público-alvo muito grande; portanto, segmentar seu público ajudará muito a encontrar seus potenciais compradores.

Facebook Ads - Interesses do público

Logo abaixo, você encontra o campo “Direcionamento detalhado”, que são basicamente os interesses do seu público-alvo. Nessa caixa, você deverá colocar alguns termos, palavras ou nomes de empresas, para iniciar uma segmentação do público-alvo. Aqui você poderá digitar coisas como “emagrecimento”, “dieta”, “livros”, “carros”, “netflix”, etc. Se o Facebook tiver esse interesse em sua biblioteca, ele irá aparecer aqui.

Interesses podem ser palavras, termos ou nomes que estão relacionados às coisas que as pessoas curtem ou falam no Facebook. Se você escrever vários posts no Facebook sobre um determinado tema, o algoritmo do Facebook poderá definir automaticamente que você tem um interesse naquele tema em específico. O mesmo acontece quando você dá uma curtida na página do “Corinthians”. O Facebook irá definir automaticamente que você curte o tema Futebol e o tema Corinthians, por exemplo.

Se você imaginar que o algoritmo do Facebook é capaz de rastrear todos esses interesses automaticamente, gerando um banco de dados incrível que permite segmentar seus anúncios de forma mais eficaz, você conseguirá anunciar seus produtos para um público com maior probabilidade de comprar de você. Por isso que é tão importante segmentar seu público-alvo para evitar mostrar os seus anúncios às pessoas erradas.

Posicionamentos do anúncio

Facebook Ads - Posicionamento de anúncios

Logo abaixo, você encontra o posicionamento dos seus anúncios. Ao anunciar no Facebook, você pode deixar o posicionamento dos seus anúncios no automático, deixando o algoritmo do Facebook distribuir sua campanha nos locais que geram melhor performance. Ou então, pode editar os posicionamentos e incluir ou excluir determinados locais, como por exemplo, não mostrar seus anúncios no Instagram ou na Audience Network, caso deseje.

Feed de notícias desktop e mobile no Facebook e Instagram

O Facebook permite anunciar nos feeds do Facebook em desktop e mobile, nos artigos instantâneos, em vídeos, na coluna do lado direito, nos vídeos sugeridos, no feed e nos stories do Instagram, na Audience Network e ainda nas mensagens patrocinadas via Messenger. No caso da Audience Network, ela é uma rede de parceiros do Facebook, que contempla sites e aplicativos, onde os seus anúncios podem ser apresentados.

Mais abaixo, você encontra também a segmentação por dispositivos móveis e sistemas operacionais, caso deseje mostrar sua campanha só para usuários do Windows, ou só para quem tem um iPhone. É possível fazer isso, e por vezes faz sentido usar esse tipo de segmentação quando você pretende apresentar um anúncio precisamente para esse tipo de público.

Custo dos anúncios de Facebook

Custo dos anúncios de Facebook

Os caras do AdEspresso fizeram um estudo e chegaram à conclusão de que, em 2016, o custo dos anúncios de Facebook era de $0.30 centavos por clique em desktop, cerca de $0.70 por clique em Instagram, $0.05 centavos na Audience Network, cerca de $0.18 centavos por clique em mobile e cerca de $0.30 centavos por clique na coluna do lado direito.

Isto significa que a Audience Network é o local mais barato para anunciar, seguido do feed de notícias mobile e da coluna do lado direito do Facebook em desktop. O Instagram tem um custo por clique altíssimo quando comparado com todos os outros formatos. Isso poderá acontecer porque o funcionamento do feed de notícias do Instagram é diferente de no Facebook e os usuários não estão habituados a clicar quando navegam no feed do Instagram.

O próprio Facebook, em suas políticas de ajuda, recomenda usar a otimização de posicionamentos no modo automático, deixando o próprio Facebook gerenciar onde o seu anúncio é exibido de acordo com o objetivo de marketing que você definiu lá no início. Ainda assim, o próprio Facebook recomenda também usar os seguintes posicionamentos de acordo com seus objetivos de marketing:

  • Divulgação da marca – Facebook e Instagram
  • Engajamento – Facebook e Instagram
  • Visualização de vídeo – Facebook, Instagram e Audience Network
  • Instalação de aplicativos – Facebook, Instagram e Audience Network
  • Tráfego – Facebook e Audience Network
  • Vendas do catálogo de produtos – Facebook e Audience Network
  • Conversões – Facebook e Audience Network

Se você quer fazer anúncios de divulgação de marca e engajamento com seu público, use sempre o Instagram. Caso você pretenda fazer anúncios de tráfego ou conversões, desative o Instagram. Essa separação poderá fazer muito pelo seu negócio, acredite.

Custo dos anúncios de Facebook por país

Se formos olhar o custo dos anúncios por país, percebemos logo que o Brasil ainda nem consta dessa lista, porque o valor médio por clique é mais barato do que em todos esses países, razão mais do que suficiente para você começar a anunciar no Facebook o mais rapidamente possível.

Orçamento e programação do anúncio

Anunciar no Facebook - Orçamento e programação

O último passo na configuração do conjunto de anúncios é o orçamento e a programação dos seus anúncios. Como vimos anteriormente, essas informações serão veículadas a partir do conjunto de anúncios para todos os anúncios que você criar. Você pode seleccionar uma campanha com um orçamento diário ou um orçamento para toda a duração. Por norma, utilizo sempre orçamento diário e vou ajustando isso mediante os resultados desses anúncios. Isso me dá uma maior liberdade de otimização durante o processo.

Exceto quando tenho uma data específica para a conclusão das vendas do produto que estou vendendo, normalmente os meus anúncios não têm data de fim. Eu próprio finalizo as minhas campanhas quando considero que elas não estão rendendo o que deveriam. No entanto, em alguns casos, eu coloco uma data de início e fim da campanha, até por uma questão de segurança. No dia e horário de fim, o Facebook para automaticamente de exibir o seu anúncio.

A otimização para veiculação do anúncio é definida perante o objetivo de marketing da sua campanha. Se o objetivo for tráfego, você deverá otimizar seus anúncios para cliques. Se o objetivo de marketing for conversões, você deverá otimizar seus anúncios para conversões. O valor do lance eu sempre deixo no automático, porque é a melhor forma de conseguir um valor por clique mais baixo. A otimização do Facebook a esse respeito é fantástica e não compensa você dar lance manual em suas campanhas.

As opções restantes só estão disponíveis para anúncios cujo orçamento seja para o total da campanha, ou seja, quando você define que tem R$XYZ para toda a duração da campanha. Nesses casos, você poderá otimizar a programação de anúncios para horários que façam mais sentido para você e também o tipo de veiculação, que poderá ser padrão ou acelerada, conforme os seus objetivos. Por norma, nunca altero esses dois campos e deixo sempre tudo no automático.

Criação do anúncio

Anunciar no Facebook - Tipos de anúncios de Facebook

No passo seguinte, começamos a construir nosso anúncio. O primeiro passo é selecionar a página de Facebook que será representada nesse anúncio. Por isso que criamos uma página de Facebook primeiro, porque iríamos necessitar dela aqui nesse passo. Como diz o Facebook, o seu negócio é representado nos anúncios por sua respectiva Página de Facebook. A única forma de não anunciar sem página de Facebook seria desativando o posicionamento no feed de notícias, mas aí você estaria abrindo mão do posicionamento que converte melhor.

O tipo de anúncio com imagem única é de longo o formato mais popular de anúncios no Facebook. A realidade é que para anunciar no Facebook, você poderá usar diferentes formatos de anúncios. Eu recomendo testar todos e optar pelos formatos que geram maiores conversões. Nem todos os formatos funcionam da mesma forma para todos os negócios. O carrossel é muito comum, por exemplo, em anúncios de e-commerce, porque permite anunciar vários produtos num carrossel.

Adicionar imagem para anúncio de Facebok

No passo seguinte, você deverá adicionar uma imagem para o seu anúncio. No formato de imagem única, a imagem a ser usada ter deve as medidas padronizadas de 1200 x 628 pixeis em formato PNG. Recomendo usar uma imagem com pouco ou nenhum texto. Isso porque o Facebook penaliza o alcance dos anúncios que tenham mais 20% de texto nas imagens. Ou seja, se a sua imagem totalizar mais de 20% de texto, você pagará o mesmo pelo seu anúncio, mas ele irá alcançar menos público.

Banco de imagens para anúncios de Facebook

O Facebook dá aos seus anunciantes a possibilidade de usarem um banco de imagens gratuito para selecionar algumas imagens que representem seus anúncios. Isso é muito legal para quem não assina um banco de imagens profissional ou não tem como criar as imagens para os seus anúncios. No entanto, esse banco de imagens poderá conter várias peças usadas por outros anunciantes, o que certamente fará com que o seu anúncio não tenho o mesmo impacto do que usando uma peça produzida por você.

Criar anúncio e copy para anúncio no Facebook

No passo seguinte, precisamos configurar os links e textos do nosso anúncio de Facebook. Os anúncios de Facebook devem ser os mais objetivos, simples e interessantes possíveis. Sugiro criar anúncios simples e bastante objetivos. Se você criar anúncios com promessas que não vai cumprir, é bem possível que o Facebook não aprove os anúncios; portanto, evite tentar ser mais esperto que o sistema.

Para criar um anúncio de Facebook eficaz, você só precisa do seguinte:

  • Imagens com cor – Se você parar para pensar que a grande maioria dos usuários que estão navegando no Facebook, estão fazendo scroll em seu feed de notícias, o que os poderia chamar mais a atenção? Uma imagem com cor! Uma imagem para o seu anúncio, com cores apelativas, pode fazer toda a diferença no número de cliques do seu anúncio.
  • Menos de 20% de texto – Você pode usar até 20% de texto em suas imagens, portanto, aproveite isso para colocar um call-to-action bacana na imagem do seu artigo. Use até aos 20% de texto e seus anúncios estarão de boa com as regras do Facebook. Você pode usar essa ferramenta de verificação de texto em imagens do próprio Facebook para verificar se as suas imagens estão com menos de 20% de texto ou não.
  • Dimensões e formato corretos – As imagens para anúncios desse tipo devem ser carregadas com 1200×628 pixeis e em formato PNG. Infelizmente, o Facebook destrói completamente a qualidade das imagens em JPG, enquanto que em PNG a boa qualidade é mantida.
  • Título chamativo – O título do seu anúncio é um dos campos mais importantes. Capriche num bom título, mas não seja sensacionalista ao ponto de tentar gerar cliques para algo que não corresponde. Isso só vai servir para queimar o seu dinheiro sem gerar qualquer resultado positivo para a sua campanha.
  • Copy do anúncio – O copy do anúncio é aquele que aparece no topo, por cima da imagem. Esse texto é na verdade a primeira coisa que o usuário vê e lê. Portanto, coloque seu call-to-action logo no topo. Você também poderá usar emojis para criar um engajamento mais forte com seu público.
  • Descrição do anúncio – A descrição fica por baixo do título do seu anúncio. Embora não seja tão importante como todos os outros itens anteriores, sempre que possível, capriche numa boa descrição sem estourar o limite de espaço disponível (90 caracteres).

Prévia do anúncio de Facebook

Uma coisa importante que você não deve esquecer é olhar a prévia do seu anúncio nos vários posicionamentos que você definiu para o seu conjunto de anúncios. Um anúncio que parece muito bem em desktop, poderá não ficar tão bem em mobile ou na coluna do lado direito. Procure visualizar todas as prévias disponíveis a fim de entender se o seu anúncio será realmente eficaz nesse posicionamento, ou se é melhor você trocar a imagem ou o copy.

Quando o seu anúncio estiver pronto, clique no botão “Fazer pedido” e o seu anúncio será enviado para avaliação.

Você acabou de criar o seu primeiro anúncio no Facebook!

7. Analisar as métricas da campanha

Agora que você começou a anunciar no Facebook e criou a sua primeira campanha, deverá aguardar que ela comece a ser distribuída pelo algoritmo de anúncios do Facebook para começar a acompanhar as métricas dela. Nunca crie uma campanha se não tiver tempo de acompanhar as métricas. São precisamente as métricas que dirão a você se a sua campanha está sendo um sucesso ou não.

Facebook Ads - Entender as métricas de anúncios do Facebook

No gestor de anúncios do Facebook (Facebook Ads Manager) a primeira coisa que você deverá ter em conta é a seleção do período. No canto superior direito do gestor, há a opção de filtrar por um período de tempo pré-definido ou escolher o período de tempo que você pretende. Normalmente trabalho com o período dos últimos 30 dias e apenas segmento quando sinto necessidade de visualizar períodos específicos de tempo.

Anunciar no Facebook - Desempenho e cliques

Na coluna de desempenho e cliques, você poderá escolher diferentes tipos de métricas para analisar o seu anúncio. Se você estiver fazendo um anúncio com objetivo de tráfego, olhar o desempenho e cliques pode ser interessante, para você entender se o seu anúncio está tendo um bom desempenho em termos de cliques e CTR.

Métricas de desempenho de anúncio no Facebook

Ao olhar as métricas, como nesse caso, em que o anúncio está tendo um CTR de 22,72% e gerou 334 cliques com um CPC médio de apenas 0,02€, você entende que seu anúncio está funcionando muito bem. Essas métricas seriam essenciais para entender se deveria colocar mais orçamento nesse anúncio ou não, ou se deveria prolongar o tempo que ele estará rodando.

Existem inúmeros tipos de relatórios disponíveis no Facebook Ads Manager e você precisará explorar cada um deles para entender que dados são possíveis mensurar. Na realidade, praticamente tudo é mensurável, portanto, olhar as métricas e entender o comportamento dos seus anúncios será essencial para o seu negócio, especialmente para os seus anúncios no Facebook.

8. Impulsionar um post no Facebook

Uma das maiores guerras entre “especialistas em Facebook Ads” é se você deve ou não impulsionar um post. Como não acredito em tudo o que leio e tudo o que ouço, testei diferentes abordagens e cheguei à conclusão de que impulsionar um post pode ser na verdade bastante positivo. Ao contrário do que muitos apregoam, impulsionar um post não necessariamente é estragar dinheiro. Eu tenho excelentes resultados impulsionando posts em diferentes tipos de negócios.

Impulsionar post no Facebook

Uma das coisas que aprendi com o Dennis Yu (e fazendo diferentes tipos de testes impulsionando posts em páginas de Facebook) foi que ao investir pequenas quantias para impulsionar vários posts, o alcance orgânico da minhas postagens aumenta consideravelmente. Se você olhar este post, ele teve mais alcance orgânico do que pago, gerou 52 curtidas na minha publicação e 57 curtidas em compartilhamentos do meu post, originou 79 comentários na minha publicação e mais 50 comentários em compartilhamentos do post, gerou 30 compartilhamentos e um total de 722 cliques em publicações.

Se isso não é um excelente resultado, então não sei o que seria um bom resultado. A verdade é que esse post gerou mais de 80 candidaturas de redatores freelancers, com um investimento de apenas 20€ (cerca de R$70) impulsionando o post para os fãs da página e os amigos do fãs.

Impulsionar post com anúncios de Facebook

Neste outro exemplo, decidi impulsionar este post com o objetivo de interação. O alcance orgânico foi igualmente alto, mas o que mais surpreende é quantidade de interação com o post, que produziu 2200 curtidas, 24 compartilhamentos e mais de 750 cliques, mesmo o objetivo do post não estando definido para cliques. É o que chamamos normalmente de vender sem vender, ou seja, se o seu público for engajado com os seus conteúdos ou com as postagens que você faz na página do seu negócio, é bem provável que eles cliquem no post, ainda que objetivo de marketing não esteja definido para cliques.

Como impulsionar post no Facebook

Ao impulsionar um post no Facebook, uma das coisas mais importantes a definir é o objetivo e também o público. Isso fará toda a diferença nos resultados. Normalmente não invisto muito dinheiro impulsionando posts; utilizo essa estratégia como forma de divulgação dos conteúdos, o que faz com que o alcance orgânico da minha página tenha a tendência de a melhorar consideravelmente ao longo do tempo.

No objetivo, se você definir interação, é possível que seus conteúdos gerem melhores resultados, mesmo em termos de cliques, do que se você escolher a opção de cliques para o site. Da minha experiência, a opção interação acaba gerando igual número de cliques, mas com uma interação muito maior na postagem.

Por falar em público, sempre trabalho com públicos segmentados, sejam os fãs da páginas e os seus amigos, ou outros públicos segmentados que tenho guardados em meu gestor de anúncios do Facebook. Dependendo de quem é o público-alvo, sempre escolho um público específico para visualizar esse anúncio.

Facebook Ads - Impulsionando um post no Facebook

Por norma, a grande maioria dos posts eu impulsiono com apenas o equivalente a R$7 por 7 dias de anúncio. Essa estratégia serve unicamente com o objetivo de aumentar o alcance orgânico das postagens. Se você entender que o algoritmo do Facebook (chama-se EdgeRank) mostra os conteúdos da sua página baseado na interação que essa pessoa tem com os seus conteúdos, se ao longo do tempo formos apresentando nossos conteúdos para essas pessoas e elas interagirem com eles de alguma forma, nosso alcance orgânico tenderá a subir. Não é ciência espacial, basta fazer um teste simples.

Impulsionando um post, também é a única forma que você tem de gastar apenas o equivalente a R$1 por dia. Se você for no gestor de anúncios do Facebook, o mínimo possível são R$5 por dia ou o equivalente em outras moedas, portanto, se você quiser gastar apenas R$1 por dia, terá obrigatoriamente de impulsionar um post e escolher um orçamento de R$7 por 7 dias de duração da campanha. Dessa forma você consegue anunciar gastando menos e gerando um resultado significativo para o alcance e interação da sua página de Facebook. Faça o teste e depois me fale aqui nos comentários desse post se funcionou!

Preparado para anunciar no Facebook?

Agora que você já sabe como anunciar no Facebook e criar suas primeiras campanhas, está na hora de colocar as mãos na massa e começar a vender! Quando perceber o potencial dos anúncios de Facebook, você vai ficar surpreendido com o retorno que é possível ter anunciando nessa rede social. Ainda assim, recomendo que continue testando ao máximo as diferentes possibilidade do gestor de anúncios. O Facebook está constantemente lançando coisas novas e é importante que você teste cada uma delas.

Ao contrário do que muitos “especialistas” falam, em marketing não existem certezas. Isso significa que por mais que digam a você que é desse jeito ou daquele, você precisa ir lá e testar. Cada negócio é um negócio, e aquilo que funciona bem para mim poderá não funcionar com você. Vai lá, testa e tira suas próprias conclusões. Esse é o jeito certo de trabalhar com marketing digital!

Quer aprender mais sobre Facebook Ads? Conheça meu Curso Presencial de Marketing Digital, que poderá ajudá-lo a levar o seu negócio ao próximo nível! ;)

Bons Empreendimentos!


Google Plus



  • Rapaz, um post como esse não pode ser desconsiderado para quem vai impulsionar suas campanhas. Obrigado por prepará-lo e compartilhar!

    • Obrigado pelo comentário e pelas palavras @disqus_uvmtoIbvnn:disqus :) Fico contente que tenha curtido o artigo e espero que possa ser útil a você e/ou a seus contatos!

      • Valeu Paulo! Conteúdos como o seu fazem grande diferença!

  • Portuga do Céu, que artigo que é esse… Realmente, você é um dos Melhores do Brasil não é atoa. Parabéns pelo artigo. Eu impulsiono no facebook e de vez em quando faço algumas vendas de afiliados em produtos físicos. Quero pegar o jeito, ainda sou iniciante nisso. Os meus resultados ainda não são muito bons..

    • @jniorlenny:disqus, valeu pelo comentário e pelas palavras de apreço! Fico muito grato em saber que meus conteúdos são úteis a outras pessoas :) Espero que possa aprender algo com esse artigo e melhorar seus resultados atuais!

  • Olá @jpaportugal:disqus, obrigado pelo comentário e pelas palavras de apreço! Respondendo às tuas questões:

    > Usa sempre PNG no Facebook. Da experiência que tenho, seja em formato JPG ou JPEG, para web ou não, o tipo de compressão que o Facebook faz das imagens, destrói mais a qualidade do que no formato PNG. Faz um teste e compara a qualidade de ambas ;)

    > Não uso o Power Editor porque simplesmente não vejo uma razão para o fazer neste momento. Antigamente as novidades saiam primeiro no Power Editor e justificava-se usar. Neste momento não sinto isso.

    > Em relação ao impulsionar os posts no Facebook, vê a imagem que coloco em anexo.
    https://uploads.disquscdn.com/images/4e8b4aa9cf916443846f621ffd40dae29edf3f6840d3e6c9d05293ead816879e.png

    Obrigado pelo comentário e pela contribuição companheiro!

  • Valeu, Muito Proveitoso.

Leia também esse artigo:

Programas de Afiliados

Programas de Afiliados – Como ganhar dinheiro com eles?